Policial: direção perigosa em SJE, droga em Afogados, prisão em Tabira e tentativa de homicídio em Custódia

Direção perigosa em São José do Egito -
 Por volta das 00h00 o efetivo do 23º BPM flagrou um homem conduzindo uma motocicleta Yamaha YBR 125, em alta velocidade; ao avistar a viatura o envolvido tentou se evadir, mas foi acompanhado pelo policiamento. 
Durante a abordagem foi constatado que o veículo estava com o chassi adulterado, como também o condutor não estava de posse do CRLV. Diante disso, o mesmo foi encaminhado à Delegacia de Polícia local, onde a moto ficou apreendida e será instaurado inquérito por portaria.

Posse de droga em Afogados - Através de informações do NIS-I o policiamento do 23º BPM se deslocou para averiguar uma ocorrência de posse de entorpecente. Chegando ao local o acusado foi encontrado e de imediato foi realizado uma busca pessoal nele, porém nada de ilícito foi encontrado, mas ao fazer uma varredura no terreno foi localizado um papelote de maconha, pesando aproximadamente 1g. O acusado informou ser usuário de droga. Diante dos fatos, o acusado foi encaminhado à Delegacia de Polícia local, onde responderá a um TCO.

Cumprimento de mandado de prisão em Tabira - Por volta das 12h40min, o efetivo do 23º BPM deu cumprimento ao Mandado de Prisão nº 0000109-76.2020.8.17.1420.01.0001-08, expedido pela Vara Única de Tabira, em desfavor de J. F. A. S.. O mesmo foi apresentado a autoridade policial e posteriormente recolhido à cadeia pública local.

Tentativa de homicídio em Custódia - Por volta das 19h15 de ontem (19/01/2021) a GT 3221 quando em rondas, foi solicitada pelo hospital local, informando que havia dado entrada uma vítima com lesões de arma branca, que segundo ela, após ingerir bebida alcoólica foi até a residência de sua companheira e entrou em vias de fato, sofrendo ferimentos com uma arma branca, sendo duas lesões nas nádegas e outra no braço. A vítima está em observação, mas não corre risco de morte. Diante dos fatos, a suspeita foi conduzida à Delegacia de Polícia local, onde foi instaurado inquérito por portaria.

Postar um comentário

0 Comentários