Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (08/01/2021)

Gás de cozinha está 6% mais caro a partir desta quinta -
A Petrobras elevou o preço do gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, em 6% a partir desta quinta-feira (6). Com o reajuste, o valor praticado pela Petrobras irá a R$ 35,98 por 13kg. Em nota, a empresa reiterou que desde novembro de 2019 igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial, e que o produto é vendido pela Petrobras às distribuidoras a granel. “Por sua vez, as distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final”, frisou a empresa.

Canalha – O presidente Jair Bolsonaro disse, ontem, que o editor-chefe e apresentador do Jornal Nacional (TV Globo), William Bonner, é “sem-vergonha” e “o maior canalha que existe”. A declaração foi feita a apoiadores, em frente ao Palácio da Alvorada, quando o presidente falava sobre a aquisição de seringas para imunizar a população contra a covid-19. Na 4ª feira-feira, o Jornal Nacional apresentou uma reportagem sobre a suspensão da compra dos insumos pelo Governo Federal. A TV mostrou o diretor do Instituto Questão de Ciência, Paulo Almeida, dizendo que a situação mostra que o governo falhou no planejamento.

O desabafo – “Atenção, imprensa sem vergonha. William Bonner sem vergonha. Vai ter seringa para todo mundo. William Bonner, por que seu salário foi reduzido? Porque acabou a teta do governo. Vocês têm que criticar mesmo, quase R$ 3 bilhões por ano para a imprensa e, em grande parte, para vocês”, disse Bolsonaro. Procurados, a TV Globo e William Bonner não comentaram até o fechamento da coluna. Durante a edição do JN, Bonner leu, na íntegra, uma fala do presidente Bolsonaro e reproduziu os trejeitos do político. Foram mais de 100 mil menções no Twitter ao nome do apresentador na noite de quarta-feira. (Magno Martins)

Imunização - O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou, hoje, a assinatura de um contrato com o Instituto Butantan para o fornecimento de 100 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 – 46 milhões até abril e outras 54 milhões de doses até o fim do ano. Segundo o ministro, toda a produção do Butantan será incorporada ao Plano Nacional de Imunização, para distribuição em todo o país. De acordo com Pazuello, o valor da dose é de pouco mais de US$ 10. A informação foi do G1.

Inocente quer saber – Teremos mudanças na equipe do governador de um prefeito da região nos próximos dias?

Postar um comentário

0 Comentários