Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (23/12/2020)

Santa Cruz da Baixa Verde e Itacuruba, sem os recursos da Lei Aldir Blanc –
Segundo o Portal do Sistema Nacional de Cultura onde todas as informações atualizadas sobre a Lei Aldir Blanc podem ser acessadas, dois municípios sertanejos ficaram sem o auxílio cultural, em Pernambuco. São eles, Santa Cruz da Baixa Verde no sertão do Pajeú e Itacuruba, no sertão de Itaparica. Informações chegadas a produção dos Programas Rádio Vivo e Cidade Alerta, são de que em Santa Cruz até houve uma pequena mobilização inicial, com reuniões de preparação, e foi só. Um artista de Santa Cruz revelou que a partir de cinco inscrições a cidade seria incluída e os artistas atendidos, mas faltou iniciativa do Departamento de Cultura da gestão do Prefeito Tasso Bezerra. Assim perderam os fazedores de cultura que ficaram prejudicados com a negligencia da Prefeitura da Terra da Rapadura. (Por Anchieta Santos)

Afogados: 61% são contra a queima de fogos de fim de ano - Em pesquisa realizada durante o programa A Tarde é Sua da Rádio Pajeú, nesta terça-feira (22), 61,36% dos participantes disseram ser contra a tradicional queima de fogos na virada de ano. Já 38,64% afirmaram ser a favor. Ao todo, participaram 44 ouvintes. A pesquisa foi provocada ao observar a discussão nas redes sociais. As pessoas que são contra, acreditam que não se tem nada para comemorar e que o cancelamento do ato, seria uma forma de homenagear os mortos pela Covid-19 e de respeitar o luto de seus familiares. Também entra nesse bojo, aqueles que defendem que o barulho causado pela queima de fogos, prejudica idosos, crianças de colo e os animais. (Rádio Vivo)

Em Pesqueira Cacique continua inelegível - O cacique Marquinhos Xucuru comemorou uma notícia falsa em suas redes sociais. Mesmo com a decisão recente do STF, o Cacique, condenado na justiça, continua inelegível e não deve assumir a Prefeitura de Pesqueira em 1º de janeiro. “Na verdade, mesmo que a decisão do Supremo Tribunal Federal não seja revogada (já tem recurso contra ela), a inelegibilidade do cacique seria até 30/11/2020, pois deve ser contada a partir da publicação da decisão do órgão colegiado (TRF da 5ª Região) e não do dia do julgamento, como quer a defesa do cacique. A publicação da decisão do TRF ocorreu em 30/11/2020, razão pela qual os oito anos de inelegibilidade apenas se encerram em 30/11/2020. Como ainda estava inelegível no dia das eleições (15/11/2020), a decisão do STF não altera a situação de indeferimento da candidatura do cacique Marquinhos”, explica o advogado Paulo Pinto.

Fundão – O Núcleo de Inteligência da Justiça Eleitoral identificou o total de 221.355 casos de indícios de irregularidades nas contas das campanhas em 2020. Somados, os recursos financeiros chegam a R$ 954 milhões. A partir do levantamento, os juízes eleitorais podem determinar diligências e utilizar essas informações para o julgamento da prestação de contas de campanha. Os indícios também foram encaminhados ao Ministério Público Eleitoral para fins de apuração.

Inocente quer saber – Quem terá forças para ser o principal nome da oposição em São José do Egito?

Postar um comentário

0 Comentários