Trump diz que está curado porque é 'um espécime físico perfeito'



O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que nesta quinta-feira disse que não participará de um debate eleitoral virtual com seu rival democrata, Joe Biden, afirmou que ele não é "contagioso, de jeito nenhum", apesar diagnóstico positivo de covid-19 há menos de uma semana.

Na última sexta-feira (3), Trump anunciou que ele e sua esposa, Melania, tinham testado positivo para o coronavírus

O presidente foi transferido para o Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, em Maryland, nos arredores de Washington, onde recebeu tratamento antiviral. e esteróides para combater a doença. 

"Para começar, acho que estou melhor", disse o presidente nesta quinta-feira (8) em conversa por telefone com a rede Fox, na qual garantiu que "adoraria ter um comício eleitoral" esta noite.

"Eu queria fazer um [comício] à noite, mas acho que estou melhor, a ponto de me sentir melhor do que, eu diria brincando, 20 anos atrás", disse o presidente, que está atrás nas pesquisas contra seu rival democrata, Joe Biden, com menos de um mês para as eleições de 3 de novembro.

"Não acho que seja contagioso... Estou de volta porque sou um espécime físico perfeito", completou. 

De acordo com a Casa Branca, Trump teve os primeiros sintomas de uma infecção há cerca de uma semana, e o médico presidencial Sean Conley disse que os níveis de saturação de oxigênio de Trump caíram em duas ocasiões, exigindo que o oxigênio fosse administrado por um curto período.

Ainda de acordo com a Casa Branca, Trump recebeu um tratamento que combinava o Regeneron com o antiviral Remdesivir — ambos ainda em uso experimental — e o esteróide dexametasona.

De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), pessoas com covid-19 leve a moderada mantêm a capacidade de infectar outras pessoas por cerca de dez dias após o aparecimento dos sintomas, mas a Casa Branca não tem divulgado quando Trump teve o último resultado negativo antes de ficar doente.

A Comissão de Debates Presidenciais havia anunciado pouco antes que a próxima reunião entre Trump e Biden, marcada para 15 de outubro em Miami, Flórida, em um formato que envolvesse a participação de eleitores indecisos, seria realizada virtualmente para proteger todos os participantes.

Logo depois, o presidente disse à Fox que não "perderá seu tempo" em um debate virtual.

Diversos funcionários da Casa Branca contraíram o coronavírus nos últimos dias, mas Conley disse na quarta-feira que o presidente Trump estava sem febre há mais de quatro dias e sem sintomas por mais de 24 horas.

A administração Trump foi criticada por subestimar a ameaça da covid-19, uma pandemia que infectou mais de 7 milhões de pessoas nos Estados Unidos e causou mais de 210 mil mortes.

Em um vídeo postado em sua conta no Twitter, Trump indicou que acredita que o contágio que sofreu "foi uma bênção de Deus".

Postar um comentário

0 Comentários