Grito dos Excluídos foi realizado em praça de Afogados da Ingazeira

Participe de nosso grupo no Whatsapp: CLIQUE AQUI
Participe do nosso Instagram: CLIQUE AQUI
Participe do nosso Instagram 2: CLIQUE AQUI
Participe da nossa página no Facebook: CLIQUE AQUI
Se inscreva no nosso canal no YouTube: CLIQUE AQUI

Grito dos Excluídos da diocese de Afogados da Ingazeira aconteceu na manhã deste 7 de setembro na Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara, em Afogados da Ingazeira.

O evento foi promovido pelo Grupo Fé e Política da Diocese de Afogados e foi coordenado pelo Pe. Luís Marques (Pe. Luisinho) com a presença de representantes de entidades e do grupo Fé e Política. 

Neste ano, o protesto tem como tema "Vida em primeiro lugar" e o lema "Basta de miséria, preconceito e repressão! Queremos trabalho, terra, teto e participação".

GRITO DOS EXCLUÍDOS

O Grito dos Excluídos surgiu em 1994, a partir do processo da 2º Semana Social Brasileira da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e foi realizado pela primeira vez no ano seguinte, em 7 de setembro de 1995, em 170 localidades, com o lema “A vida em primeiro lugar”, como um contraponto ao Grito da Independência.

“Mais do que uma articulação, o Grito é um processo, uma manifestação popular carregada de simbolismo, que integra pessoas, grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluídos. Ele brota do chão, é ecumênico e vivido na prática das lutas populares por direitos”, consta em trecho de um documento histórico sobre a manifestação.




Postar um comentário

0 Comentários