Lesão corporal, violência doméstica e resistência em Arcoverde

Por volta das 16h00 de ontem (06/08/2020), o efetivo da GT 3113, foi acionada para verificar uma ocorrência de agressão física. Chegando ao local encontraram a vítima com ferimento no rosto, que relatou que foi agredido pelo imputado, diligencias foram feitas para localizar o imputado mas sem êxito. Diante dos fatos, a vítima foi conduzida a Delegacia de Polícia local para formalizar a queixa.

Mais cedo em outra ocorrência, por volta das 11h00, a Patrulha Maria da Penha estava fazendo rondas na rua onde a vitima trabalha, quando se deparou com o imputado bastante agressivo, descontrolado e com palavras de calão, por várias vezes foi pedido para ele se acalmar, mas ele continuou xingando a vítima, então começou a gritar dizendo que ninguém o prendia e ao tentar conduzi-lo para o xadrez da viatura resistiu à prisão tendo que ser contido usando a força necessária. A vítima informou que possuía uma medida protetiva, mas entrou em acordo com o imputado e a medida foi revogada. Diante dos fatos as partes foram encaminhadas a Delegacia de Polícia local e o imputado foi autuado em flagrante.

Postar um comentário

0 Comentários