Histórico: Salgueiro bate o Santa e se sagra primeiro campeão do interior

Foto: Paulo Allmeida/ Folha de Pernambuco

O Salgueiro fez história. Jogando fora de casa, o Carcará segurou o Santa Cruz durante o tempo normal e, nas penalidades, bateu o Tricolor do Arruda por 4 a 3 e conquistou, pela primeira vez na história, o título de campeão pernambucano para um clube do interior do estado. A Cobra coral, por sua vez, também deixa a marca na competição: foi o primeiro vice-campeão invicto.

Um primeiro tempo quase sem emoções. Mesmo com as duas equipes precisando vencer para sair com o título, Santa Cruz e Salgueiro praticamente não levaram perigo para o adversário. O lance que poderia trazer emoção foi o gol de Jeremias, aos 12 minutos. Mas foi mal anulado pelo assistente Clóvis Amaral. Sem outras chances para ambos os lados, o primeiro tempo acabou mesmo em 0 a 0.

É verdade que o segundo tempo teve um pouco mais de emoção. Jogando em casa, o Santa Cruz criou boas chances com Didira, que ficou frente a frente com o goleiro Tanaka, mas acabou perdendo o gol. Fabiano até poderia ter marcado aos 20 minutos, mas William Alves o atrapalhou ao recuar a bola para o goleiro do Salgueiro. O Carcará, por sua vez, não chegou uma única vez ao gol de Maycon. Com o ataque coral sem inspiração e a equipe sertaneja recuada, o jogo foi para as penalidades.

Ficha técnica

Santa Cruz

Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Fabiano; André, Paulinho e Didira (Mayco Félix); Jeremias (Derlis Alegre) (Victor Rangel), Pipico e Augusto Potiguar (João Cardoso). Técnico: Itamar Schulle.

Salgueiro

César Tanaka; Sinho (Dadinha), Ranieri, Arthur e Daniel Rodrigues; Bruno Sena, Willian Daltro, Tarcísio (Muller Fernandes) e Renato (Raimundinho); Thomas Anderson (Alison) e Ciel. Técnico: Daniel Neri.

Local: estádio do Arruda (Recife/PE)

Árbitro: Diego Fernando Silva de Lima. Assistentes: Clóvis Amaral e Bruno Vieira.
Gols: Pipico (STA), Ciel (SAL), Danny Morais (STA), Alison (SAL), Toty (STA), Dadinha (SAL) e Muller Fernandes (SAL)
Cartões amarelos: Sinho (SAL), Paulinho (STA), Didira (STA), Bruno Sena (SAL).

Postar um comentário

0 Comentários