Revoltante: professor e influencer egipciense indagado nas redes sociais se negro também dar aula

Participe de nosso grupo no Whatsapp: CLIQUE AQUI
Participe do nosso Instagram: CLIQUE AQUI
Participe do nosso Instagram 2: CLIQUE AQUI
Participe da nossa página no Facebook: CLIQUE AQUI

O competente professor e influenciador digital egipciense Junior Limeira, 25 anos, protagonista de várias matérias neste blog, onde o mesmo se destaca na educação egipciense, infelizmente foi vitima de preconceito racial na rede social Instagram.

No dia de hoje Júnior postou um vídeo e uma pessoa comentou: "Me diz uma coisa, e professores negros também dão aula?". Em seguida a conta foi desativada.

Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado, mas muitas vezes não sabemos o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Para começar, é preciso entender que a legislação define como crime a discriminação pela raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, prevendo punição de 1 a 5 anos de prisão e multa aos infratores.

Postar um comentário

1 Comentários