Com Dez Anos De Atuação Em Arcoverde, O GSVA (Grupo Socorristas Voluntários De Arcoverde) Oferece Serviços Essenciais Em Atendimento Pré-Hospitalar À População Do Município E Cidades Circunvizinhas

Com dez anos de atuação em Arcoverde, o GSVA (Grupo Socorristas Voluntários de Arcoverde) oferece serviços essenciais em atendimento pré-hospitalar à população do município e cidades circunvizinhas.

Mantida apenas por doações de cidadãos e empresários, o Grupo possui cerca de 70 profissionais, que deixam seus lares aos finais de semana para colocar seus conhecimentos a serviço da população.

Conheço bem de perto o trabalho voluntário. Exige comprometimento com a causa e responsabilidade com o próximo. Fui voluntário por dois anos na ACA, com o propósito de contribuir com o comércio local, e estou à frente do trabalho realizado pelo Instituto Irene Cordeiro.

São muitos os desafios para prestar esse tipo de serviço à população, entre eles, a falta de recursos, já que se precisa de doações para compra de equipamento e material. Então, o que nos move ao trabalho voluntário? A resposta só pode ser uma: AMOR AO PRÓXIMO E DESEJO DE VER UMA SOCIEDADE MELHOR.

Ontem, através da LIVE que realizei com um dos representantes e criador do grupo GSVA, Jeneildo, esse sentimento de responsabilidade com o social ficou muito clara nas falas do integrante. Além de contar a história de como surgiu e como funciona o Grupo, relembrou momentos marcantes ao longo dos dez anos de atuação, Jeneildo também passou esclarecimentos sobre a importância dos primeiros socorros e sobre os cuidados neste momento de pandemia.

O GSVA, sem dúvidas, oferece um serviço de extrema relevância para o município de Arcoverde, e precisa ser continuado. Para tanto, eles dependem de doações, que podem ser feitas por cidadãos e em qualquer valor. As doações podem ser realizadas pela conta da Caixa Econômica – AG 0915/OP 013/Conta 22225-5. (Sérgio Franklin)

Postar um comentário

0 Comentários