Bolsonaro testa negativo para covid-19 e faz propaganda da cloroquina

"O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou na manhã deste sábado (25) que testou negativo para a covid-19. "RT-PCR para Sars-Cov 2: negativo", escreveu o chefe do Executivo. Ele publicou a mensagem em seus perfis nas redes sociais, com uma foto em que segura uma caixa do medicamento cloroquina, que utilizou como tratamento para a doença."

"Bolsonaro foi diagnosticado com a doença no dia 7. Desde então, o presidente ficou recluso no Palácio da Alvorada e cumpriu agendas por teleconferência. Ele também não se encontrou diretamente com apoiadores - no último domingo (19), ele recebeu um grupo de manifestantes que foi até o Palácio, mas ficou do lado interno do fosso."

"O exame RT-PCR, feito por Bolsonaro, examina se existe RNA do coronavírus em uma amostra de naso-orofaringe (partes de nariz e garganta) do paciente. É considerado o "padrão ouro" dos exames."

"Em maio, Bolsonaro havia testado negativo para a doença. Na ocasião, o presidente se recusava a mostrar os resultados dos exames para detecção do vírus, o que motivou uma ação judicial do jornal O Estado de S. Paulo. Os exames foram tornados públicos.

A possibilidade de Bolsonaro ter contraído o coronavírus foi aventada após uma série de integrantes da comitiva presidencial que foi aos EUA no início do ano ser afetada pela covid-19, como o secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) e o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General Heleno.

À época, além de se recusar a divulgar os resultados dos exames, Bolsonaro manteve compromissos de encontro com o público, como as manifestações favoráveis ao seu governo em frente ao Palácio do Planalto e atividades em Goiás e Minas Gerais." (Gazeta do Povo)

Postar um comentário

0 Comentários