Procon registra aumento de 1.000% das reclamações desde o início da pandemia

Desde o início da pandemia o Procon viu o total de reclamações disparar em 1.000% desde 13 de março, dias antes de diversos estados iniciarem as medidas de isolamento social. Durante o período, fiscais do Procon percorreram 242 cidades do estado de São Paulo, e 89% dos estabelecimentos visitados receberam multas, que somadas chegam a R$ 3 milhões.

Dos 17 mil atendimentos feitos durante a pandemia, 6.743 foram de clientes com reclamações de fornecedores, 6.392 reclamações por preço abusivo. Outras 4.037 pessoas entraram em contato para pedir orientações.

Grande parte das reclamações dos preços abusivos eram de produtos essenciais para o combate à doença, como álcool em gel e máscara de proteção individual.

“É direito do consumidor ter a informação clara e precisa sobre o produto que compra, em especial dos riscos que o uso dos materiais tem,” explica o advogado especialista em direito do consumidor Dori Boucault. (CNN Brasil)

Postar um comentário

0 Comentários