'Aqui em Pernambuco, quem não reza a cartilha do PSB é perseguido', diz Fernando Rodolfo

O deputado federal por Pernambuco, Fernando Rodolfo (PL), cumpre seu primeiro mandato na Câmara Federal e se mantém um áspero crítico da gestão do PSB em Pernambuco, comandada pelo governador Paulo Câmara (PSB). O deputado lamentou a atuação do Governo Estadual em áreas como segurança e saúde, durante participação no programa Cidade em Foco, transmitido pela Rede Agreste de Rádios.

Na oportunidade, o deputado lamentou o fechamento de agências bancárias em cidades do interior do estado e creditou esse fato a criminalidade que atua no arrombamento de bancos e a negligencia do Governo Estadual em combater essas quadrilhas especializadas. “Se o governo quisesse realmente combater essas quadrilhas faria uma ação específica de enfrentamento a essas quadrilhas que agem pela madrugada”, destacou o parlamentar.

Na área de saúde, diante da atual crise do novo coronavírus, Rodolfo se mostrou preocupado com a forma como tem sido distribuído os Equipamentos de Proteção Individual pelo Governo do Estado. “O que me chama atenção é o governo do estado ter contratado algumas empresas para fornecer Equipamentos de Proteção Individual para preso. Ora, se quer fornecer para presidiário, já que o Governo do PSB gosta tanto de cuidar dos bandidos, faça, mas faça depois que atender os profissionais de saúde”, pontuou o mesmo.

Em dado momento, o parlamentar foi ainda mais incisivo e afirmou não temer as perseguições do Governo do Estado ou do PSB. “Aqui em Pernambuco quem não reza a cartilha do PSB é perseguido. Muitos têm medo dessa perseguição do PSB e acabam ficando calado, ou então começam a rezar pela cartilha do Governo”, afirmou o mesmo, que seguiu declarando, “Eu não dependo de governo para nada, fui eleito sem o apoio de ninguém, fui eleito pela confiança das pessoas que enxergaram em mim, na televisão, um porta voz das suas causas”, disse.

O deputado se comprometeu na oportunidade em continuar honrado a confiança que lhe foi depositada nas urnas e chegou a declarar que será o mais votado em Pernambuco para a Câmara Federal nas próximas eleições. “Vão ter que me engolir quatro anos, se quiserem me tirar da Câmara, trabalhem para me derrotar nas urnas, porque eu vou para as urnas de novo e vão ter que me engolir, estou pronto. Não tenho medo do PSB, não tenho medo de governador, não tenho medo de ninguém”, declarou. (Blog do Mário Flávio)

Postar um comentário

0 Comentários