Família de afogadense que morreu com bebê em Recife denuncia negligência, veja a reportagem

09 maio Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


O programa Cidade Alerta Pernambuco, da TV Clube Recife, mostrou o drama vivido pela afogadense 
Ellani Wellitânia Assunção de Oliveira,de 33 anos e sua família.

A família denuncia negligência do Hospital Barros Lima, no Bairro de Casa Amarela, Recife. Segundo o microempresário Jonatan Oliveira, marido de Ellani, a esposa teve todo o pré-natal feito no Imip. A médica dela disse que ela e o bebê estavam bem, porém, o parto que deveria ser uma cesária não aconteceu. "A médica chegou lá de 4 horas da manhã e disse olha esta aqui Ellani Wellitânia vai fazer cesária. Quando teve mudança de turno, chegou uma enfermeira, a outra fez não mecha não que tá tudo certinho, ai ela fez não se meta não que sabe tudo aqui sou eu..."

No dia seguinte ela passou a ter complicações, depois de horas de trabalho de parto. Levada para uma cirurgia às pressas, ela teve três paradas cardíacas e não resistiu.

Outra denúncia é de que também não havia médico na hora do parto. O tempo de espera teria sido determinante. Ellani foi sepultada em Afogados da Ingazeira com o filho recém nascido, em caso de grande comoção. A Secretaria Estadual de saúde reconheceu em nota que ela chegou bem na unidade.

0 comentários:

Recent Comments