Bolsonaro diz que vai colocar academias e cabeleireiros como serviços essenciais

O presidente Jair Bolsonaro declarou em coletiva de imprensa na entrada do Palácio da Alvorada, na noite desta segunda-feira (11), que vai aumentar o número de serviços essenciais durante a pandemia do novo coronavírus. Entre as categorias estão salões de beleza e academias.

"A questão da vida, do vírus, tem que ser tratada paralelamente com a questão do emprego. O desemprego já está acontecendo em massa e tem que ser recuperado", declarou o presidente, aos jornalistas. O decreto vai sair no Diário Oficial da União.

A decisão deve ser um novo capítulo de embate entre Bolsonaro contra prefeitos e governadores que defendem o "lockdown".

Postar um comentário

0 Comentários