Tigresa testa positivo para covid-19 em zoológico de Nova York

Uma tigresa no zoológico do Bronx, na cidade de Nova York, testou positivo para a doença respiratória causada pelo novo coronavírus, no primeiro caso conhecido de um humano infectando um animal e deixando-o doente, disse o veterinário-chefe da instituição, Paul Calle, no domingo (5) .

Nadia, a tigresa malaia de 4 anos diagnosticada com covid-19, foi testada para a doença depois de desenvolver uma tosse seca junto com outros três tigres e três leões, informou a Wildlife Conservation Society, que administra o zoológico.

Acredita-se que o vírus que causa o covid-19 tenha se espalhado de animais para humanos. Antes da tigresa, um pequeno número de animais domésticos testou positivo em Hong Kong.

Paul Calle disse à Reuters que Nadia ficou doente após ter contato com um funcionário assintomático do zoológico. Segundo ele, não se sabe qual funcionário infectou a tigresa.

Outros 3 tigres e mais 3 leões têm sintomas

Mesmo com outros tigres e leões também apresentando sintomas, o zoológico decidiu testar apenas Nadia porque ela estava mais doente e começou a perder o apetite. A medida tenta evitar submeter todos os felinos à anestesia, disse Calle.

Nadia foi submetida a raios-X, um ultrassom e exames de sangue para tentar descobrir o que a estava afetando. Eles decidiram testar o covid-19, devido ao aumento de casos na cidade de Nova York, o epicentro do surto nos Estados Unidos.

O zoológico está fechado desde meados de março. O primeiro tigre começou a mostrar sinais de doença em 27 de março, de acordo com os Laboratórios Nacionais de Serviços Veterinários do Departamento de Agricultura dos EUA, que realizaram o teste em Nadia.

Copyright © Thomson Reuters/ R7

Postar um comentário

0 Comentários