Fábio Assunção se torna réu por quatro crimes referentes a episódio no São João de Arcoverde (PE), em 2017

A Vara Criminal de Arcoverde, no Sertão pernambucano, publicou nesta semana decisão sobre episódio ocorrido com o ator Fábio Assunção, no São João daquela cidade, em 2017. O ator virou réu e vai responder por quatro crimes: dano, resistência à prisão, desobediência e desacato. A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) à coluna Ronda JC, do JC Online.

No dia 24 de junho de 2017, noite de São João, Fábio Assunção foi detido em flagrante, com sinais de embriaguez, após uma briga no Pátio de Eventos de Arcoverde. À época, ela gravava o documentário “Eu sonho pra você ver”, sobre o coco de samba. Segundo as investigações, o ator também teria agredido pessoas, desacatado policiais e quebrado o vidro de uma viatura da Polícia Militar.

Após o ocorrido, em audiência de custódia, a Justiça concedeu liberdade provisória de Fábio Assunção após pagamento de fiança no valor de R$ 9.370. Agora, na condição de réu, após a Justiça aceitar denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o ator terá o prazo de dez dias para prestar esclarecimentos sobre a denúncia, ou seja, a contestação dele, antes de julgamento. Por causa da pandemia, não se sabe se esse prazo será revisto.

Horas depois da confusão em Arcoverde, Fábio Assunção publicou um texto em rede social. Falou do alto consumo de álcool e rechaçou que tenha usado alguma droga ilícita: “Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita – o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito”. Continuou, num reconhecimento aos seus erros: “Não é fácil, mas reconhecer meus erros e procurar sempre aprender com eles é o que eu desejo”. (NE 10)

Postar um comentário

0 Comentários