Em Afogados, violência doméstica e apreensão de entorpecentes

A Polícia de Afogados da Ingazeira foi acionada pela Central de Operações para averiguar uma denúncia de violência e descumprimento de medida protetiva. 

A vítima relatou que estava em sua residência quando o seu ex-marido chegou e ela permitiu a entrada dele na casa; e que após uma discussão entre eles, o acusado pegou uma marreta e quebrou um tanquinho de lavar roupas, pois não aceitava o fim do relacionamento. 

A vítima informou ainda que os fatos aconteceram na presença dos filhos, os quais são menores de idade. 

Quando os policiais chegaram ao local encontraram o acusado dentro da propriedade da vítima ao lado objeto danificado e da marreta. 

Diante do exposto, as partes foram conduzidas à Delegacia de Polícia local, onde foi lavrado um TCO e o delegado plantonista renovou a medida protetiva em desfavor do acusado, uma vez que a medida de afastamento que a vítima possuía já havia expirado o prazo de validade.

Em outra ocorrência, durante rondas no Residencial Laura Ramos, a GT do Graduado de Operações e a Oficial de Coordenação sentiram um forte cheiro similar ao de maconha e perceberam homens em atitude suspeita. 

O policiamento realizou a busca pessoal nos suspeitos, mas nada de ilícito foi encontrado com eles. No entanto, ao realizar busca no entorno foi localizado, a mais ou menos um metro de distância deles, um cigarro da droga conhecida popularmente como maconha; ao serem questionados, os envolvidos disseram que estavam consumindo o entorpecente. 

Diante dos fatos, os mesmos foram conduzidos à delegacia local, onde foi lavrado TCO em desfavor de ambos.

Postar um comentário

0 Comentários