Pernambuco não registra novos casos de coronavírus

24 março Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Pela primeira vez desde o dia 12 de março, quando foram confirmados os primeiros casos de Covid-19 no Estado, Pernambuco não teve aumento no número de exames com resultados positivos para a doença. Em boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Pernambuco na tarde desta terça-feira (24), o gestor da pasta André Longo disse que o laboratório local analisou 108 amostras biológicas nas últimas 24 horas, tendo todos os resultados negativos.

Pernambuco, então, segue com 42 casos confirmados, dos quais oito estão em internação hospitalar, sendo três deles em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) - dois no Hospital Português e um no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, ambos no Recife -, e 29 em isolamento domiciliar. O número de pacientes curados aumentou de três para cinco.

“O Lacen analisou amostras de 108 pessoas nas últimas 24 horas, a maioria delas internadas em estado grave (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e outras que estão em isolamento domiciliar. Desses casos, nenhum testou positivo. Vale ressaltar que, diante de uma epidemia como a do novo coronavírus, o resultado de um dia de análise é primitivo, já que a crise deve durar muitos meses, o cenário muda diariamente”, comentou André Longo, reforçando que as medidas de combate à disseminação do vírus não devem ser flexibilizadas por conta desse cenário.

"As orientações seguem as mesmas que temos dito em sucessivos pronunciamentos. É um apelo que as pessoas fiquem em casa, para evitar estar na rua de forma desnecessária. O Estado e as prefeituras estão vigilantes para superar esses dias difíceis, mas precisamos da ajuda de todos para que possamos retardar o pico dessa epidemia. Pernambuco precisa desse esforço de todos nós para que a gente possa salvar vidas e se preparar para enfrentar isso da melhor forma", completou o secretário. 

Longo reforçou ainda as orientações para quem apresentar sintomas equivalentes aos da Covid-19. "Em caso de sintomas leves, ficar de repouso e em isolamento, diminuindo o contato com outras pessoas da família, em especial idosos, pessoas que tenham doenças crônicas e pessoas que fazem tratamento de quimioterapia ou radioterapia. Devem procurar um posto de saúde ou UPA aqueles casos em que haja dificuldade para respirar.”

O chefe de Infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, Demetrius Montenegro, fez questão de reforçar as recomendações e disse que o fato de a maioria dos casos estar em um hospital particular não significa falta de estrutura da rede pública. "O fato de os números de Pernambuco não estarem tão altos como o de outros estados não significa que não temos de nos preocupar. De forma alguma. As pessoas têm que continuar mantendo o isolamento e as medidas de higiene. Acontece que os primeiros casos notificados foram de pessoas que retornaram de viagem e procuraram a rede privada, que foi onde primeiro recebeu esses pacientes. Mas, à medida que a epidemia avança, é natural que pessoas que não viajaram passem a também se infectar", explicou.

O secretario de Saúde do Recife, Jailson Correia, fez outra ponderação sobre o momento, alertando os jovens sobre a importância de respeitar as medidas impostas. "Quero fazer um apelo aos jovens. É muito importante lembrar que quando a gente diz que a doença é mais grave em pessoas de 60, 70 anos, a gente não diz que os jovens são invencíveis. A doença pode se desenvolver de forma séria também entre os jovens. E é fundamental que vocês fiquem em casa para proteger a vocês mesmos e a quem vocês amam." (Folha de PE)

0 comentários:

Recent Comments