Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (03/03/2020)

Totonho Valadares elogia fala de Patriota, mas cobra conversa dentro da Frente Popular. “Já me excluíram?” - O ex-prefeito e pré-candidato a prefeito de Afogados da Ingazeira, Totonho Valadares (MDB), foi o entrevistado no Debate das Dez da Rádio Pajeú FM, desta segunda-feira (02.03). Para o ex-prefeito, se as coisas viessem sendo discutidas dentro do Conselho Político não teriam chegado a esse momento (de indefinição). “Eu preciso participar. Eu fundei a Frente Popular de Afogados da Ingazeira, ocupei vários os cargos, já me excluíram? Já botaram pra fora? Já me chutaram? Não é assim não”, desabafou Totonho. Totonho por outro lado elogiou a fala de Patriota sobre sua legitimidade para ser pré-candidato a prefeito e que iria ouvir as pessoas, afirmando ter sido uma posição decente, de quem coordena o processo. “A coisa tá ficando mais clara, ele disse que vai ouvir as pessoas, falou em pesquisa, falou em coisas que realmente me agradam”. Também disse que tem sido procurado mais por quem quer que “rache logo”, mas ponderou. “Eu tô segurando porque acho que a maneira de fazer política não é essa. Quem tem responsabilidade com uma cidade como Afogados da Ingazeira e com a Frente Popular não pode querer racha desse jeito”. (Rádio Vivo)

Paulo Câmara fecha 2019 acima do limite prudencial nos gastos com pessoal - O Governo do Estado publicou, no Diário Oficial do último sábado (29), um relatório de gestão fiscal, documento previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), para acompanhar a despesa total de pessoal dos poderes. O documento oficial abordou todo o ano de 2019, de janeiro a dezembro. No novo documento, a despesa com pessoal ficou em 46,91% das receitas, acima do limite de alerta de 44,10% e do limite prudencial de 46,55%. O percentual ficou alto, mesmo com receitas extras ao final do exercício, como recursos da cessão onerosa da Petrobrás e uma negociação com a mesma Petrobrás sobre autos de infração de ICMS, informam fontes no Governo. Técnicos do setor informam que, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, ultrapassando este limite prudencial, o governo pode ser impedido de conceder aumentos aos servidores.

Vereadores Marcilio Pires e Cleber Paulino anunciam apoio ao nome de Flávio Marques para prefeito de Tabira - A cada dia o Secretário de Administração Flávio Marques vai pavimentando o caminho para se consolidar como o candidato governista para disputar a sucessão do Prefeito de Tabira, Sebastião Dias. Além de visitar com frequência comunidades rurais e urbanas para discutir o Plano Municipal de Segurança e tornar o seu nome conhecido nos bairros e entre os agricultores, Flávio começou a semana ganhando um grand e reforço em seu projeto. Os vereadores governistas Marcilio Pires e Cleber Paulino anunciaram publicamente ontem que apoiarão Flávio Marques para Prefeito de Tabira na eleição Municipal de 2020. Dentro do bloco governista, muitos são os secretários e diretores da gestão tabirense que não fazem segredo do apoio ao nome de Flávio. (Por Anchieta Santos)

Veto – O deputado Danilo Cabral (PSB) antecipa que irá votar pela manutenção do veto do presidente Jair Bolsonaro ao trecho da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) sobre o Orçamento impositivo. “O Parlamento não pode extrapolar suas competências, querendo controlar todo orçamento federal. Vivemos em um regime presidencialista. Não é por ser oposição ao governo que votarei contra os interesses nacionais”, afirma.

Sentimento nacional – De volta, hoje, a Brasília, a pré-candidata do PT à prefeita do Recife, Marília Arraes, deve colher o sentimento da executiva nacional em relação ao impasse criado pelo diretório municipal quanto ao seu projeto de disputar a sucessão do prefeito Geraldo Júlio. Entre os que estiveram no Recife, na última sexta-feira, quando as reuniões se prolongaram por todo o dia, entrando pela noite, o vice-presidente nacional do PT, José Guimarães, deputado federal pelo Ceará. Guimarães é o mais fervoroso defensor da candidatura própria ao lado da presidente Gleisi Hoffman. (Magno Martins)

Perguntar não ofende! Ainda haverá racha em Afogados?

Postar um comentário

0 Comentários