Prefeitura de Afogados promove seminário de abertura do ano letivo

O seminário de abertura do ano letivo 2020 trouxe como tema de debate a diversidade étnico-racial de nosso País e a inclusão social, sob a luz da Lei nº 10.639/2003 (alterada pela Lei nº 11.645/2008) que trata da obrigatoriedade do ensino de história da África e da cultura afro-brasileira, assim como da história dos povos indígenas nas escolas.

Atividades pedagógicas foram realizadas com os professores ao longo do dia, tanto no auditório da AEDAI quanto no centro tecnológico. No Cineteatro São José, o Professor João Marcos de Souza Rodrigues, graduado em pedagogia pela Universidade de Campina Grande e mestrando em educação pela mesma universidade, ministrou uma palestra sobre o tema em questão.

Representando o Prefeito José Patriota, o Vice-Prefeito Alessandro Palmeira destacou a prioridade da gestão quanto aos investimentos em educação. “É gratificante olhar para trás e ver tudo o que já fizemos pela educação de Afogados. Inauguramos seis novas unidades de ensino, 40 novas salas de aula, temos a educação entre as dez melhores de Pernambuco e mais de 150 alunos premiados nas mais diversas olimpíadas nacionais do conhecimento. E olhar para a frente e ver a belíssima nova escola Dom Mota que estamos construindo e o tanto que ainda vamos fazer para melhorar ainda mais a qualidade da nossa educação,” destacou Sandrinho.

As atividades incluíram ainda homenagens à Professora Suely Brasil e apresentação dos alunos da Escola Municipal Geraldo Cipriano. Eles apresentaram o resultado do projeto de leitura “Voz, liberdade, história e cultura na cor da literatura”, fruto da adaptação do poema Navio Negreiro, do poeta Castro Alves, intercalando com trechos do rap de Slim Rimografia, que traz uma versão atualizada do poema. A apresentação foi orientada pela Professora Juliana Oliveira, com roteiro e direção do professor Adeílton Rodrigues. 

Postar um comentário

0 Comentários