Golpe no whatsapp já vitimou mais de um milhão de beneficiários do Bolsa Família

Mais de 1 milhão de beneficiários do Bolsa Família já caíram em um golpe que usa a promessa de o usuário concorrer a um suposto benefício do governo federal, no valor de R$350.

Trata-se de um link que é compartilhado em grupos de Whatsapp, e que viralizou com a promessa de que, quem clicar e compartilhar pode receber esse dinheiro para a compra de matérias escolares.

Segundo o DFNDR LAB – Laboratório de segurança especializado no combate ao cibercrime – uma análise detectou que o mesmo link já foi compartilhado mais de 1 milhão de vezes, o que significa que mais de um milhão de aparelhos celulares, acabaram entrando na base de dados dos criminosos que disseminaram o link na web.

Quando a vítima clica no link, é direcionada para um pequeno questionário. As perguntas geralmente são relacionadas ao Bolsa Família, e depois de respondidas, a vítima é estimulada a compartilhar o link, com a promessa de aumentar suas chances de receber o suposto benefício.

Ao clicar no link, o usuário também é estimulado a concordar que o site envie notificações para o seu telefone. Isso dá aos criminosos a autorização para instalar cookies no navegador e manipular o cache do aparelho.

Em resumo, os criminosos podem ter acesso a senhas salvas, ler conversas em aplicativos de mensagens, ver os contatos da agenda e em alguns casos até gravar chamadas.

Cartão Material Escolar

Apesar dos criminosos usarem a informação do Cartão Material Escolar para atrair vítimas para seu banco de dados, é importante saber que existe um projeto tramitando no Senado que já está em fase final de apreciação pelas Comissões, e que deve ser aprovado ainda este ano.

Mesmo ainda aguardando aprovação final do Congresso para finalmente ser sancionado pelo Presidente da República, o Cartão Material Escolar já está sendo avaliado pelo governo federal, que aguarda apenas a aprovação do PL para implantá-lo. (BR 104)

Postar um comentário

0 Comentários