William Bonner demite Regina Duarte ao vivo na Globo

William Bonner anunciou no Jornal Nacional, na noite desta quarta-feira (29), que a Globo está negociando a rescisão contratual com Regina Duarte. Isso porque a atriz aceitou comandar a Secretaria Especial da Cultura, após uma semana em fase de “noivado”.

“Globo e Regina Duarte estão negociando o fim da relação contratual em função da decisão da atriz de aceitar o convite para ocupar a Secretaria de Cultura”, leu o apresentador na edição desta noite, após reportagem de Delis Ortiz, com a fala da artista na saída de uma reunião em Brasília.

A matéria contou também com a retrospectiva da carreira de Duarte. A atriz chegou à TV através de comerciais. A estreia em novelas se deu em A Deusa Vencida (1965), de Ivani Ribeiro, na Excelsior.

Ela foi contratada pela Globo em 1969; na ocasião, a emissora promovia uma grande reformulação em sua dramaturgia, com o fim da era capa-e-espada de Glória Magadan e a aposta em tramas contemporâneas, começando por Véu de Noiva, de Janete Clair.

Emendou os clássicos Irmãos Coragem (1970) e Selva de Pedra (1972). Com Minha Doce Namorada (1971), ganhou a alcunha de “namoradinha do Brasil”. Rompeu esta imagem com tipos transgressores, como os papéis-títulos de Nina (1977) e Malu Mulher (1979).

Após Porcina, de Roque Santeiro (1985), deu vida a Raquel, em Vale Tudo (1988); a cozinheira acreditava em um país honesto, entrando em conflito com a filha oportunista, Maria de Fátima (Gloria Pires).

Regina – que também encarnou três Helenas de Manoel Carlos – está longe da Globo desde Tempo de Amar (2017). Em todos estes anos, afastou-se do canal apenas em 1984, quando produziu o seriado Joana, veiculado na Manchete e no SBT.

Esta não foi a primeira vez que William Bonner falou sobre a suspensão do contrato de Regina Duarte com a empresa. No último dia 20 de janeiro, o apresentador do Jornal Nacional havia anunciado que, se a atriz aceitasse oficializar sua ida ao governo de Bolsonaro, ela teria que cortar o acordo com a emissora.

“A atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a empresa como impõe a nossa política interna, de conhecimento de todos os nossos colaboradores”, anunciou o âncora na ocasião.

Nas redes sociais, muitos telespectadores comentaram a decisão do canal em demitir Duarte ao vivo no seu principal telejornal. “A Globo demitindo, ou melhor dizendo, dando um pé na bunda da Regina Duarte ao vivo por meio de nota lida pelo Bonner é tudo pra mim”, disparou um internauta.

“Bonner lendo a pré-demissão da Regina Duarte agora no Jornal Nacional!”, observou outro usuário do Twitter. “Mauro Naves, Regina Duarte… O Bonner aparentemente está acumulando o RH também”, brincou um terceiro. (Imagem: Reprodução/ Globo)RD1

Postar um comentário

0 Comentários