Recife recebe 2020 com show de fogos na orla e ao som de frevo, forró, maracatu e ciranda

A mistura de diversos ritmos pernambucanos marcou a chegada de 2020, no Polo Acaiaca, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Para dar as boas-vindas ao novo ano, nesta quarta (1°), o público dançou ao som da ciranda, frevo, maracatu e forró, estilos musicais que embalaram os desejos para o novo ciclo.

No início da noite da terça (31), o forró do Cascabulho abriu a programação da festa, seguido da ciranda de Lia de Itamaracá, que fez o público dar as mãos e formar pequenas rodas para curtir o ritmo. Com a chegada do Maestro Spok e dos vários convidados, a mistura de canções ficou ainda mais eclética.

Chamando convidados ao palco, o show de Spok fez o público cantar clássicos do carnaval pernambucano como o "Hino do Elefante" e "Ai, que calor" junto com André Rio e Almir Rouche. Com o sanfoneiro Beto Hortis, houve espaço para o "dois pra lá, dois pra cá", com canções como "Dona da Minha Cabeça".

A artista Bia Vila Chan também marcou presença no show, acrescentando o maracatu à mistura de ritmos. O samba ficou por conta de Gerlane Lops, que trouxe à tona um dos desejos do público para o novo ano: viver e não ter a vergonha de ser feliz.

Com a presença de Nena Queiroga, o frevo ganhou espaço novamente, até a contagem regressiva para o fim de 2019 terminar com a chegada de 2020, quando o espetáculo pirotécnico tomou conta do céu e dezenas de pessoas seguirem em direção ao mar, para deixar rosas ou para cumprir a tradição de pular as ondas.

A festa teve, ainda, show de Gaby Amarantos. A paraense, que participa de vários eventos culturais no Recife, comandou uma das apresentações mais esperadas da virada, colocando o público para dançar tecnobrega. (G1/ Foto: Marina Meireles)

Postar um comentário

0 Comentários