Criança de 3 anos foi torturada pelo padrasto por fazer xixi na cama

A criança de 3 anos apanhou durante várias horas com fio de energia, socos e beliscões do padrasto de 44 anos por ter feito xixi na cama. O autor foi preso em flagrante e ao ser indagado, disse que queria dar apenas um corretivo no menino. A mãe, então, resolveu pedir ajuda a amigos que acionaram a polícia. O caso aconteceu na noite de terça-feira (14) em Chapadão do Sul, 321 quilômetros de Campo Grande.

À Polícia Militar, a mãe relatou que além de ter apanhado por ter feito xixi na cama, o filho ficou desde cedo de castigo - em pé olhando para a parede. O menino ficou tão debilitado, segundo a PM, que chegou a fazer as necessidades no chão. Autuado por crime de tortura, o padrasto passou por audiência de custódia na quarta-feira (15) e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. 

Caso - No dia do crime, foi a mãe e os vizinhos da quitinete onde a família vive que acionaram a Polícia Militar. Quando a equipe chegou, a criança havia sido levada ao hospital pelo padrasto. No local, o homem atribuiu o espancamento ao irmão mais velho do menino. Os policiais foram até o hospital, não encontraram o suspeito, mas na volta abordaram o padrasto e o enteado já perto da residência da família.

À PM, o homem acabou admitindo a surra, negou tortura e alegou que bateu "para educar". A criança ficou com vários hematomas pelo corpo, rosto e teve o olho direito lesionado. Segundo a mãe, depois de apanhar, o menino ainda ficou de castigo, fraco. O delegado de Chapadão do Sul solicitou a prisão preventiva do homem. (Campo Grande News)

Postar um comentário

0 Comentários