Salmo 9 – Para reforçar a fé na justiça de Deus

30 novembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Apesar de ser um salmo de lamentação, o salmo 9 apresenta uma determinação triunfante de louvar a Deus. O Salmista crê na justiça divina, na proteção dos humilhados e empobrecidos e na punição dos injustos. 

Salmo 9 – Para reforçar a fé na justiça de Deus

Leia o Salmo abaixo com muita atenção:

Ó Senhor Deus, eu te louvarei com todo o coração e contarei todas as coisas maravilhosas que tens feito.

Por causa de ti eu me alegrarei e ficarei feliz. Cantarei louvores a ti, ó Deus Altíssimo.

Quando apareces, os meus inimigos fogem; eles caem e morrem.

Tu és um juiz justo e, sentado no teu trono, fizeste justiça, julgando a meu favor.

Tu condenaste os pagãos e destruíste os maus; eles nunca mais serão lembrados.

Arrasaste as cidades dos nossos inimigos; elas foram destruídas para sempre, e eles estão completamente esquecidos.

Mas o Senhor é Rei para sempre. Sentado no seu trono, ele faz os seus julgamentos.

Deus governa o mundo com justiça e julga os povos de acordo com o que é direito.

O Senhor é um abrigo para os que são perseguidos; ele os protege em tempos de aflição.

Ó Senhor, aqueles que te conhecem confiam em ti, pois não abandonas os que procuram a tua ajuda.

Cantem louvores ao Senhor, que reina em Jerusalém. Anunciem às nações o que ele tem feito.

Pois Deus lembra dos que são perseguidos; ele não esquece os seus gemidos e castiga aqueles que os tratam com violência.

Ó Senhor Deus, tem compaixão de mim! Vê como me fazem sofrer os que me odeiam. Livra-me da morte.

a fim de que eu, na presença do povo de Jerusalém, possa me levantar para anunciar o motivo por que te louvo e dizer que sou feliz porque me salvaste da morte.

Os pagãos caíram na cova que fizeram; foram apanhados na armadilha que eles mesmos armaram.

O Senhor se torna conhecido por causa dos seus julgamentos justos, e os maus caem nas suas próprias armadilhas.

Eles acabarão no mundo dos mortos; para lá irão todos os que rejeitam a Deus.

Os pobres não serão esquecidos para sempre, e os necessitados não perderão para sempre a esperança.

Vem, ó Senhor, e não deixes que os seres humanos te desafiem! Põe os povos pagãos diante de ti e julga-os.

Faze, ó Senhor Deus, com que sintam medo! Que eles fiquem sabendo que são simples criaturas mortais!

0 comentários:

Recent Comments