Afogados celebrou Dia Municipal do Bacamarteiro

18 novembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


O Bacamarte representa uma tradição mais do que centenária no Nordeste Brasileiro. Em Afogados, por intermédio de uma lei aprovada pela Câmara de Vereadores, essa tradição ganhou um dia inteiro de celebração.

Este ano, mais de trezentos bacamarteiros, vindos das mais diversas regiões do Estado, e até de outros Estados, vieram a Afogados celebrar pela primeira vez o dia municipal do bacamarteiro.

A festa começou cedo, por volta das seis da manhã, no campo do nascente, onde os diversos grupos se concentraram para o café da manhã e o início do cortejo, que percorreu a Avenida Rio Branco em direção à catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios, onde foi celebrada pela Padre Gilvan, uma missa em homenagem a todos os bacamarteiros.

Após a missa, na Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara, os bacamarteiros puderam atirar e apresentar toda a beleza dessa centenária tradição. A apresentação cultural ficou por conta de Adelino do Acordeon. 

A Prefeitura emitiu certificados de participação e entregou medalhas em homenagem à tradição. No encerramento, a Prefeitura ofereceu um almoço a todos os participantes. 

O evento foi realizado em uma parceria da Prefeitura com a Associação Afogadense de Bacamarteiros. O Presidente da Federação de Bacamarteiros de Pernambuco, Ivan Marinho, elogiou a organização do evento. "Já percorri esse Estado todo e poucas vezes vi um evento tão bem organizado e uma acolhida tão carinhosa para conosco. Ano que vem, no próximo quinze de novembro, estaremos aqui novamente para prestigiar esse grande evento. Estão todos de parabéns!" destacou Ivan.

O Prefeito José Patriota foi representado pelo Vice, Alessandro Palmeira. "Quero destacar o compromisso da nossa gestão com os valores e as tradições culturais que são a nossa marca, a nossa identidade enquanto povo. O bacamarte é uma tradição que precisa e deve ser celebrada sempre, homenageada sempre, pelo seu valor histórico e pela sua importância na construção da identidade do povo nordestino," destacou Alessandro Palmeira.





 


0 comentários:

Recent Comments