A importância de Inocêncio Oliveira para Pernambuco

18 setembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Eleito pela primeira vez deputado federal em 1974, Inocêncio Oliveira alcançou a incrível marca de dez mandatos consecutivos como representante de Pernambuco na Câmara Federal. Durante quarenta anos de vida pública, Inocêncio conseguiu ocupar os cargos mais importantes na mesa diretora da Câmara dos Deputados e ainda assumiu a presidência da República por nove vezes durante o governo Itamar Franco. As votações de Inocêncio Oliveira sempre foram muito representativas, atingindo em 2006 a marca de 181.126 votos na condição de segundo mais votado e em 2010, último mandato eletivo conquistado, a marca de 198.497 votos, figurando como o quarto mais votado do pleito. Durante os quarenta anos de vida pública, Inocêncio foi da ARENA, PDS, PFL, MDB e PL, tendo neste último conquistado seus dois últimos mandatos.

Inocêncio teve papel importantíssimo nas eleições de 2006, contribuindo diretamente para um feito histórico que foi a vitória de Eduardo Campos naquele pleito que deu início a atual hegemonia do PSB. Naquela ocasião Inocêncio atuou no sentido de ser candidato a governador, chegando a trocar o PFL pelo MDB e pelo PL para viabilizar seu projeto majoritário. Ao ter que arquivar seu projeto majoritário, ele fez uma escolha que a princípio seria impensável quando trocou a candidatura de Mendonça Filho, então governador e candidato à reeleição, pela do então deputado federal Eduardo Campos, sendo um dos primeiros líderes políticos a apostar no projeto que viria a ser vitorioso quando ninguém acreditava por ter apenas um dígito nas pesquisas.

Inocêncio, a pedido de Eduardo, chegou a indicar o nome da ex-prefeita de Arcoverde, Rosa Barros, para o cargo de vice-governadora. A escolha tinha sido resolvida quando chegou a possibilidade de o PDT apoiar formalmente o então candidato a governador e indicar João Lyra Neto que seria o vice. Inocêncio deu uma grande demonstração de altruísmo e principalmente olfato político ao sentir o que estava se iniciando naquele processo. Os seus quase quarenta prefeitos migraram em sua maioria para Eduardo, que contrariando a lógica política de Pernambuco, iniciou um projeto vitorioso que iniciou no sertão até chegar ao litoral.

Se hoje temos uma hegemonia do PSB em Pernambuco que já dura dezesseis anos, ela só foi possível graças ao movimento feito por Inocêncio Oliveira que foi de uma importância ímpar para transformar o azarão Eduardo Campos em vitorioso naquele pleito eleitoral. Em que pese sua experiência de dez mandatos como deputado federal, Inocêncio conseguiu em quase cinco décadas de vida pública escrever seu nome na história política de Pernambuco. Hoje, aos 80 anos de idade, ele continua fazendo política, recebendo semanalmente lideranças de todo o estado, dividindo a sua experiência e principalmente a sua aguçada visão sobre a política pernambucana e brasileira.

(*) Fonte: Blog Edymar Lira

0 comentários:

Recent Comments