Vereadores da situação acusam presidente da Câmara de abuso de poder

12 agosto Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Vereadores da situação em sessão nesta segunda (12)

A Câmara de Vereadores de Tuparetama vivência mais uma polêmica. Em sessão ordinária no final de 2018, foi aprovado pela maioria dos vereadores que as sessões passariam a acontecer às 9h da manhã nas segundas-feira. 

Acontece que no dia 07 de março de 2019, onde só estavam presentes seis vereadores, sendo quatro da oposição e dois da situação, a vereadora Priscilla Filó apresentou requerimento para mudar o horário para as 19h, sendo pedido vistas pelos vereadores Valmir Tunú e Vandinha e negado pelo presidente Danilo Augusto. Foi marcado uma reunião extraordinária e aprovado a revogação, mesmo assim Danilo bateu o pé e não aceitou, sendo preciso a situação entrar na justiça.

Os vereadores da situação acusam o presidente da câmara de abuso de poder, pois não aceitou o pedido de vistas dos colegas, pior, a maioria revogou o requerimento da vereadora Priscilla através de requerimento e não foi aceito.

Diante da situação, desde a última segunda-feira (05), as sessões estão acontecendo em dois turnos, e acreditem às 9h da manhã só com vereadores da situação (Valmir Tunú, Arlã Markson, Diógenes Patriota, Idelbrando Valdevino e Vandinha) e a noite só com vereadores da oposição (Danilo Augusto, Plécio Galvão, José orlando e Priscilla Filó), pode isso Arnado?

O vereador Danilo Augusto também proibiu a entrada dos vereadores no plenário fora do horário entendido por ele como das sessões.

Como numa torre de Babel, ninguém se entende! Segundo fontes, o presidente da câmara é intransigente, não aceita ser contrariado.

0 comentários:

Recent Comments