Dia dos Pais: Bolsonaro e Moro criticam 'saidão' de detentos

11 agosto Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Hoje é Dia dos Pais, o direito a saída temporária das prisões tomou as redes sociais do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, após Alexandre Narnoni – condenado por jogar do 5º andar, a filha Isabella, 5 anos, em 2008 – deixar a penitenciária 2 do Tremembé, em São Paulo. Os dois criticaram e defenderam mudanças na lei. 

O padre Fábio de Melo também fez uma postagem criticando a medida. 

O que diz a lei – A Lei de Execução Penal autoriza até 35 dias de ‘’saidão’’ durante o ano, com o limite de sete dias. Os beneficiados são os presos em regime semiaberto, que tenham cumprido um sexto da pena total, se for primário, ou um quarto, se for reincidente. Além disso, é avaliado o comportamento do detento. 

Contudo, em casos de crime hediondo, como o de Nardoni, é necessário cumprir dois quintos da pena, se for réu primário, ou três quintos, se for reincidente. (Agência Brasil)

0 comentários:

Recent Comments