Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (03/06/2019)

03 junho Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Primeira-dama pede, governo faz - Mais um pedido da primeira dama Michelle Bolsonaro deve virar política de governo. Desta vez, a mulher do presidente Jair Bolsonaro sugeriu que os serviços do Disque 100 e Ligue 180, que recebem denúncias de violência contra a mulher e violação de direitos humanos, passem a ter atendimento por videochamada para serem acessíveis a pessoas com deficiência auditiva, segundo a Coluna do Estadão.

Governo do estado não quer dividir paternidade de aeroporto com Sebá - As informações desencontradas entre o Deputado Federal Sebastião Oliveira e a Secretária de infraestrutura Fernandha Batista sobre os prazos para o início das operações do Aeroporto de Serra Talhada só comprovam que o clima entre o ex-secretário e o Governo Paulo Câmara azedou. Já era bola cantada depois que Oliveira perdeu a Secretaria de Transportes no formato “porteira fechada”, com direito a várias indicações. Aparentemente, o governo vai tocar o projeto sem querer ninguém dizendo ser padrinho, principalmente ele. (Rádio Vivo)

Vereadores de cidade mineira reduzem os próprios salários em 80% - Vereadores da cidade mineira de Arcos tomaram uma iniciativa inusitada no Brasil. Decidiram cortar na própria carne para aliviar os cofres do município de 40 mil habitantes, localizado no oeste do estado. Eles aprovaram na semana passada um projeto de lei que reduz em 80% os seus salários entre 2020 e 2024. Com isso, os vencimentos de cada parlamentar cairão dos atuais R$ 6.149 para R$ 1.229.

Desembargador admite trocar a toga pela prefeitura de Afogados - O Desembargador Cláudio Jean Nogueira parece estar mesmo animado em disputar a prefeitura de Afogados da Ingazeira. Entregou nas mãos do comunicador Aldo Vidal, que apresentava o programa Sábado Livre, um bilhete a punho com o que parece ser o slogan de campanha. “Afogados da Ingazeira tem jeito, Cláudio Nogueira sendo prefeito”. (Por Anchieta Santos)

Prestando contas – De 4 em 4 meses o poder executivo municipal, através do gestor do SUS, no caso da Secretaria Municipal de Saúde, tem que fazer a prestação de contas á população de tudo que foi feito no período com os recursos recebidos. A Prefeitura de São José do Egito, realizou a audiência pública dos primeiros 4 meses do ano, Janeiro, Fevereiro, Março e Abril, na manhã dessa quinta (30), no plenário da Câmara Municipal de Vereadores. Além de servidores e população em geral, estiveram presentes o presidente da câmara Rogaciano Jorge e os vereadores, Claudevan Filho, Beto de Marreco e Tadeu Gomes. O Secretário de Saúde Paulo de Tarso e o secretário adjunto João Leônidas também participaram do encontro.

Inocente quer saber – Há nomes com coragem para enfrentar Sandrinho e Totonho em Afogados? Ou é apenas fortalecer nome para vice ou vereança? Perguntar não ofende!

0 comentários:

Recent Comments