Após confusão Câmara de Vereadores de Serra Talhada emite nota

28 maio Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


”A Câmara de Vereadores de Serra Talhada-PE, vem a público comunicar que, em razão de desordem promovida por grupo organizado existente na plateia, durante a sessão ordinária ocorrida no dia 27 de maio de 2019, tendo a Presidência solicitado várias vezes que a plateia respeitasse os trabalhos, sem êxito nessas solicitações, o que motivou os vereadores suspenderem a sessão, em cumprimento do disposto no Regimento Interno do Poder Legislativo, especialmente em impedir que os presentes se manifestem durante as sessões, solicitando sua retirada quando necessário:

Art. 21- O Presidente é o representante da Câmara quando ela se pronunciar coletivamente, o supervisor de seus trabalhos e fiscal de sua ordem.
(…)
Art. 22- Compete ainda ao Presidente, quanto às sessões da Câmara:
I – presidi-las, mantendo a ordem necessária ao bom andamento dos trabalhos;
(…)
VI – suspender a sessão, quando necessário;
VII – impedir que os presentes se manifestem durante as sessões, solicitando sua retirada quando necessário;
(…)
Art. 23- Compete também ao Presidente da Câmara Municipal manter a ordem e a disciplina no âmbito da Casa Joaquim de Souza Melo e em suas adjacências.

Uma vez que a ordem não foi restabelecida, os vereadores decidiram por encerrar definitivamente a seção.

A democracia não pode ser compreendida como anarquia. Os Poderes constituídos devem seguir as regras formais de funcionamento, não só pelos seus membros, mas pela população presente. Sempre é bom termos o plenário do legislativo cheio, acompanhando os trabalhos que define os rumos de nossa população, porém, a existência de grupo organizado para promover desordem, apenas atrapalha os trabalhos e promove um desserviço à sociedade.

A Câmara de Vereadores de Serra Talhada reitera o respeito à população no cumprimento de suas obrigações, ao passo que sempre está de portas abertas para receber a sociedade civil.”

0 comentários:

Recent Comments