CAPS Infanto-Juvenil promove debates sobre autismo

25 abril Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


O Transtorno do Espectro Autista (TEA), ou simplesmente autismo, como é mais conhecido, é um transtorno neurológico caracterizado por comprometimento da interação social, comunicação e comportamento restrito e repetitivo. Os sinais geralmente desenvolvem-se gradualmente, mas algumas crianças com autismo alcançam o marco de desenvolvimento em um ritmo normal e depois regridem.

O autismo é altamente hereditário, mas a causa inclui tanto fatores ambientais quanto predisposição genética. Desde 2010, a taxa de autismo é estimada em cerca de 1–2 a cada 1.000 pessoas em todo o mundo, ocorrendo 4–5 vezes mais em meninos do que em meninas.

Visando não deixar passar em branco o Dia Mundial de Conscientização sobre o autismo, determinado pela ONU e celebrado nesse mês de Abril, profissionais do CAPS infanto-juvenil promoveram um dia inteiro de atividades, palestras, oficinas e muita diversão para os pequeninos que são atendidos pela unidade.

As crianças participaram da oficina de pinturas em tela com o artista plástico Luciano Pires, atividade que é trabalhada diariamente com as crianças atendidas no CAPS. As mamães também participaram de uma palestra com a Fonoaudióloga Juliana Teixeira, que falou sobre os sintomas do autismo e de como enfrentar as dificuldades no dia a dia.

"As pessoas ainda não falam, não conhecem muito sobre o autismo, e com isso o CAPS Infantil vem e trás seus pacientes e suas famílias para um dia de celebração, de conversa e também de muita alegria, pois sabemos da dificuldade que cada família passa para se adaptar a vida do autista", disse a Coordenadora do CAPS, Paloma Araújo. 

Ao todo, trinta e duas crianças com autismo são atendidas no CAPS Infanto-juvenil, com acompanhamento médico, psicológico, fonoaudiológico, além de diversas atividades na brinquedoteca instalada no CAPS. 

O Secretário de Saúde, Artur Amorim, participou da comemoração e destacou: "esse é um momento de celebração, mas também de reflexão, de conscientizarmos a população para a importância de quanto antes diagnosticar uma criança com Autismo. Esse diagnóstico precoce para um melhor desenvolvimento dela no futuro. Além de combater o preconceito, que ainda é muito forte," destacou Artur.

O CAPS Infanto-juvenil fica localizado na segunda Travessa Cícero Cruz, Bairro São Brás, atendendo gratuitamente crianças e adolescentes de 0 a 17 anos.


0 comentários:

Recent Comments