Homem é detido por cultivo de maconha em Afogados da Ingazeira

24 março Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Após levantamento, as equipes da Operação Malhas da Lei e Rocam se deslocaram até a residência do imputado, um homem de 25 anos, na zona rural de Afogados da Ingazeira, pois haviam denúncias que o mesmo seria oriundo de Brasília-DF e que teria retornado para a localidade em virtude de “problemas com a justiça”, assim como foi informado que o envolvido era usuário de drogas e possuía no quintal de sua casa o cultivo de uma muda da planta entorpecente Cannabis Sativa Lineu, vulgo “maconha”. 

Ao chegar na residência do denunciado, o mesmo não se encontrava, porém, após campana e monitoramento, o policiamento conseguiu abordar e realizar uma busca pessoal no imputado quando o mesmo chegava em sua residência sendo apreendido na ocasião, dentro de uma carteira de cigarro que se encontrava no seu short, uma “trouxa” da droga conhecida, popularmente, como maconha, a qual estava acondicionada em saco plástico e pronta para o consumo. 

Após indagar o imputado a respeito do suposto cultivo de uma muda da planta entorpecente “maconha”, o mesmo confirmou a existência, bem com franqueou a entrada do policiamento em sua residência, que localizou e apreendeu no interior do banheiro, plantado dentro de uma lata, uma muda da planta Cannabis Sativa Lineu, vulgo “maconha”. O mesmo informou que plantou o referido entorpecente no intuito de fazer o uso da droga no futuro. 

Em relação às denúncias sobre o imputado “problema com a justiça”, o mesmo informou nunca ter sido preso em Brasília-DF, mas que trabalhava para um “traficante” e este tentou matá-lo efetuando vários disparos de arma de fogo, tendo sido atingido, à época, por 4 tiros. 

Ressalva-se que após consulta no sistema do Banco Nacional de Monitoramento de Prisão (CNJ), nada de irregular foi constatado em desfavor do imputado. A ocorrência foi passada a disposição do Plantão da Polícia Civil, juntamente com o entorpecente apreendido e o imputado responderá um T.C.O.

0 comentários:

Recent Comments