Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (22/03/2019)

22 março Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Prisão de Temer deixa Lula ainda mais fragilizado - A vertente tem como pano de fundo o ex-presidente Lula, que desde sua prisão em abril de 2018 aproveitou para dizer que era um preso político e que a Lava-Jato era uma operação política. A cantilena de que Lula era perseguido foi encampada por ele e pelos seus defensores como uma verdade absoluta. Com a prisão de Temer, Lula perde o argumento de que estava sendo perseguido, uma vez que não só Lula como Eduardo Cunha (MDB), Beto Richa (PSDB), Sergio Cabral (MDB) e alguns outros já estavam presos independente de partido, mas outro ex-presidente preso fica óbvio que a justiça está funcionando para todos independente de partido, de cargo político ou de popularidade. A Lava-Jato está mostrando para a classe política, acostumada com o toma lá dá cá de muitos anos, que o crime não compensa, e que consequentemente Lula, Temer e outros presidiários não deverão sair nem tão cedo da cadeia.

Lula Livre - Partidos da Frente Brasil Popular decidiram instalar em todos os Estados comitês municipais em defesa da liberdade do ex-presidente Lula. A campanha tem o apoio da CUT, CTB e MST, além do PT, PCdoB, PCO e PSOL. No dia 7 de abril completa-se um ano da prisão do ex-presidente, em Curitiba. Haverá manifestações políticas em várias capitais, entre elas o Recife.

Retrato do momento - O fato de a popularidade de Bolsonaro ter caído 15 pontos percentuais em menos de três meses, segundo o Ibope, não preocupa o porta-voz da Presidência da República, general Otávio do Rêgo Barros. Para ele, pesquisas são “fotografias de momento” e, como tal, apenas nesse momento devem ser analisadas. “Nosso presidente tem um projeto, nosso presidente tem um pensamento claro, e eventualmente, precisa enfrentar algumas vicissitudes para avançar e tornar o nosso país o país do presente, não mais o país do futuro”.

Justiça sem partido - Do líder do PPS na Câmara Federal, Daniel Coelho (PE), sobre a prisão do ex-presidente Michel Temer: “A Justiça mostra que não tem partido e nem viés ideológico. Ninguém fica feliz com a prisão de dois ex-presidentes (o outro é Lula), mas isso mostra que as instituições estão funcionando e que ninguém está acima da lei”.

Perguntar não ofende - Por que algumas coisas não são postadas?

0 comentários:

Recent Comments