Candidata de Minas Gerais é eleita a Miss Brasil 2019

10 março Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Em uma noite marcada por mensagens de empoderamento feminino, Júlia Horta, candidata de Minas Gerais, foi eleita a mulher mais bela do país. Ela recebeu a coroa, avaliada em R$ 52 mil, das mãos da amazonense Mayra Dias, até então detentora do posto, e ainda levou para casa joias da grife Vivara, sete dias com acompanhante no hotel Serra da Estrela, em Campos do Jordão, um cruzeiro da MSC pelas praias do Nordeste e a oportunidade de representar o Brasil no Miss Universo.

Com um desfile impecável, a beldade conquistou o júri artístico formado pelo estilista Alexandre Herchcovitch, pelos beauty stylists Marcos Proença e Wanderley Nunes, pela empresária, ativista e modelo Luiza Brunet, pela CEO da Lacoste Rachel Maia, pela Miss Brasil 2007 e empresária Natália Guimarães, pela jornalista Mônica Salgado, pela youtuber Taciele Alcolea, pelo jornalista Ricky Hiraoka e pela empresária e modelo Leila Schuster.

"Confesso que desde o momento que decidi começar no concurso estadual, eu já tinha colocado nas mãos de Deus e eu confio nele mais que tudo. Foi muito engraçado porque hoje foi o dia mais calmo que eu tive em todo o confinamento, parecia que eu sentia que Ele estava o tempo inteiro comigo e acho que foi realmente isso. Eu estou muito feliz, muito mesmo", afirmou Júlia à imprensa.

Também influenciadora digital, a jornalista disse que o contato com as redes sociais a ajudou no Miss Brasil Be emotion. "O meu propósito é, realmente, usar esse título para ajudar as pessoas. Levar a mensagem de sororidade, de amor, de empatia. Então acredito que, como o título não era só para mim, mas para muitas pessoas juntas, eu consegui realizar", disse.

A mineira de Juiz de Fora declarou que o fato de ser muito centrada pode ter sido um diferencial. "Fui eu mesma e tive inteligência emocional, sem dúvida. Se tem uma coisa que eu poderia falar para qualquer pessoa é: 'Invista em autoconhecimento, isso transforma'. Estou muito feliz que o povo mineiro me abraçou, todo mundo está torcendo por mim, então esse título é nosso", completou.

A candidata do Ceará, Luana Lobo, ficou na segunda colocação, enquanto Bianca Lopes, representante do estado de São Paulo, garantiu o terceiro lugar.

Durante o confinamento, Júlia venceu o Desafio do Discurso, avaliado pela coach em comunicação Madalena Bernardes, e o Desafio Be emotion, que a levaria direto para o top 5 caso não estivesse entre as escolhidas dos jurados. A candidata de Minas Gerais também venceu a votação do público, realizada no Portal da Band, que garantiu o top 15, e também foi eleita a miss preferida pelas concorrentes durante o confinamento. (Band)

0 comentários:

Recent Comments