Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (06/02/2019)

06 fevereiro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Deputado votado no Pajeú pode tomar posse no hospital - Por encontrar-se em São Paulo recuperando-se de uma depressão profunda, o deputado Diogo Moraes (PSB) ainda não tomou posse na Assembleia Legislativa. Ele tem 30 dias para fazê-lo, mas se por acaso não tiver alta, a mesa da Casa irá até ao hospital para empossá-lo. Diogo foi votado na ultima eleição pelos prefeitos Lino de Ingazeira, Tânia de Brejinho e Ângelo de Sertânia. (Rádio Vivo)

Ministro do Turismo demitido por Bolsonaro - Depois de ser acusado de liderar um esquema de corrupção com candidaturas laranjas em Minas Gerais e ser diretamente pressionado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, Marcelo Álvaro Antônio foi exonerado da chefia do ministério do Turismo. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União na madrugada desta quarta-feira (6). Ele toma agora posse como deputado federal na Câmara (não havia feito isso até então).

Antônio Moraes (PP) propõe comissão para fiscalizar barragens de Pernambuco - Diante dos desdobramentos do desastre ocorrido em uma das mineradoras de Brumadinho (MG), o deputado estadual Antônio Moraes (PP) propôs à Assembleia Legislativa a criação de uma comissão especial suprapartidária para acompanhar a situação das barragens em Pernambuco. Na próxima semana, Moraes recolherá indicações dos líderes de Governo e Oposição para compor esse colegiado.

O fim da tradição - Pela tradição vigente no Congresso, caberia às maiores bancadas indicar os candidatos a presidente do Senado e da Câmara. Ou seja, o MDB ficaria com o Senado e o PT com a Câmara, mas essa tradição foi definitivamente quebrada na última sexta-feira. O DEM ficou com as duas presidências, embora tenha elegido apenas 4 senadores e 29 deputados federais. (Inaldo Sampaio)

Segunda vítima – Davi Alcolumbre (DEM-AP), novo presidente do Senado, gosta de enfrentar adversários poderosos. O primeiro foi Sarney e o segundo Renan Calheiros. Sarney apoiou Gilvan Borges para o Senado em 2014, que foi derrotado exatamente pelo atual presidente do Senado.

Agricultores familiares ganham prazo até 12 de fevereiro para pagamento do boleto do Garantia Safra – A chamada contrapartida dos agricultores familiares para o recebimento do Programa Garantia Safra teve a data prorrogada. Se antes era 31 de janeiro/19, a Coordenação Estadual do Garantia Safra remarcou para o dia 12 de fevereiro a data final. Em Ingazeira por exemplo, de acordo com o Secretário de Agricultura Gustavo Veras, seis famílias haviam perdido o prazo inicial e agora poderão quitar os seus boletos ao valor de R$ 17 reais até o próximo dia 12. Municípios como Ibimirim, 2/3 dos agricultores ainda não tinham aderido ao programa. (Por Anchieta Santos)

0 comentários:

Recent Comments