Para 75% dos brasileiros, indicações e medidas de Bolsonaro são corretas

13 dezembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgada nesta quinta-feira (13), mostra que 75% dos brasileiros aprovaram os nomes indicados por Jair Bolsonaro (PSL) para compor seu futuro ministério e também as medidas já anunciadas pela equipe. 

Outros 14% discordam e dizem que a equipe está no caminho errado, e 11% não sabem ou não responderam. 

Ainda de acordo com o levantamento 64% dizem acreditar que o futuro governo será bom ou ótimo. Outros 18% preveem um governo regular, 14% esperam uma gestão ruim ou péssima e 4% não souberam ou não responderam.

Principais desafios

A saúde é a principal queixa da população — a área recebeu reclamação de 46% dos entrevistados. A maioria deles diz que melhorar os serviços públicos de saúde deve ser uma das prioridades de Bolsonaro.

Em seguida vem o desemprego, que preocupa 45% da população. Em terceiro lugar, aparece o problema da corrupção — 40% a apontaram como um gargalo. Porém, 37% dos entrevistados acham que a corrupção tende a ser mais combatida a partir do ano que vem. 

Outra preocupação constante, a segurança pública também deve ter melhora sob o governo de Jair Bolsonaro na avaliação de 43% dos entrevistados — quatro em cada dez se queixaram dessa área. A educação completa a lista, em 5º lugar, entre as principais reclamações — 33% dos ouvidos apontaram a área como problemática.

Quanto à economia, dois em cada três brasileiros dizem acreditar que a situação do país irá melhorar a partir de 2019. Por outro lado, a pesquisa mostra que o otimismo é maior entre pessoas com renda familiar mais alta (75%), enquanto entre os mais pobres, 51% se dizem esperançosos em relação ao futuro.

Michel Temer

A pesquisa mediu ainda a aprovação do presidente Michel Temer, que deixa o cargo no fim deste mês. O percentual dos que o aprovam subiu de 6%, em setembro, para 9% em dezembro.

A parcela da população que considera a gestão Temer boa ou ótima se mantém no patamar de 5% desde setembro. (R7)

0 comentários:

Recent Comments