Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (11/12/2018)

11 dezembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Prefeituras sem dinheiro para reajuste do mínimo e o piso dos professores – Mesmo as prefeituras que vão conseguir pagar o décimo terceiro salário aos seus servidores terão um novo abacaxi para descascar a partir de janeiro – o reajuste do salário mínimo e o piso salarial dos professores. Isto será um peso financeiro que muitas não irão suportar. O prefeito de Tabira, Sebastião Dias (PTB), já se viu numa situação como esta. Ao se deparar com o aumento do salário mínimo e o reajuste dos professores, foi direto ao TCE para fazer esta consulta – o dinheiro que tenho não dar para pagar tudo e alguém vai ficar sem receber. (Rádio Vivo)

Piada pronta – A diplomação do presidente eleito Jair Bolsonaro no dia em que a Declaração Universal dos Direitos Humanos completou 70 anos não passou em branco. Derrotado nas urnas pelo ex-capitão que defendeu a “memória” do torturador Brilhante Ustra, Fernando Haddad chamou a coincidência de “paradoxo”. Verdade. Mas também é paradoxo um partido como o PT, com a história que teve, ter seu presidente de honra preso por corrupção. As duas constatações parecem piada pronta, mas, infelizmente, não são. Pior para nós. (Magno Martins)

PR – O Partido da República deverá receber os dois deputados eleitos pelo PHS em Pernambuco. O deputado federal Fernando Rodolfo já está com sua filiação encaminhada pelo prefeito Anderson Ferreira, enquanto o deputado estadual Fabrizio Ferraz estaria negociando sua ida para o partido com o deputado federal Sebastião Oliveira. Como o PHS não passou na cláusula de barreira, a mudança partidária ocorrerá sem litígio. (Edymar Lira)

O calote – O prefeito de Tabira, Sebastião Dias (PTB), já se viu numa situação como esta. Ao se deparar com o aumento do salário mínimo e o reajuste dos professores, veio direto ao TCE para fazer esta consulta – o dinheiro que tenho não dar para pagar tudo e alguém vai ficar sem receber. (Coluna Fogo Cruzado)

Administração pode ser de Roberto Tavares – Atual presidente da Compesa, Roberto Tavares está sendo cotado para assumir uma secretaria no segundo governo Paulo Câmara. Há quem afirme que ele será convocado para ocupar a secretaria de Administração que foi comandada por Milton Coelho no primeiro governo, mas que ele deverá optar por exercer o mandato em Brasília.

0 comentários:

Recent Comments