Afogados: Câmara nas Escolas teve continuidade esta semana

22 novembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira deu continuidade esta semana ao Projeto Câmara nas Escolas. Na última terça-feira (20) estiverem presentes na sede da Câmara os alunos da Escola Municipal Ana Melo, na tarde de ontem os vereadores receberam a visita das escolas Dom Mota e Padre Carlos Cottart. 

Um público de aproximadamente 100 jovens esteve discutindo com os vereadores o papel do poder legislativo e temas relacionados ao funcionamento da Câmara durante esta semana. A professora Patrícia Amaral da Escola Dom Mota, usando da palavra fez questão de parabenizar a Câmara pelo projeto, "Esses jovens serão eleitores já em 2020, eles estão tendo uma grande oportunidade de escolher melhor os seus representantes ao conhecer de perto o funcionamento da Câmara Municipal, o Poder Legislativo de Afogados da Ingazeira está de parabéns pelo projeto", destacou.

Temas como subsídio dos vereadores, câmara mirim, regimento interno, cenário político do país e outros foram discutidos nestes dias, o Presidente da Casa, vereador Igor Mariano, faz uma avaliação de mais uma semana de trabalhos, "Essa semana foi cheia de atividades na Casa, realizamos duas sessões ordinárias e recebemos a visita de três escolas municipais no Projeto Câmara nas Escolas, este projeto envolvendo alunos e professores da rede municipal me surpreende e me motiva cada vez mais, muitos jovens não sabiam nem onde era a sede da Câmara e estão tendo a oportunidade de conversar, tirar dúvidas e saber do trabalho de cada vereador, é uma sensação de dever cumprido, a câmara sempre cheia, tenho certeza que estamos dando nossa contribuição para o desenvolvimento político de futuras gerações, esse é o legado", comemorou o Presidente.

Projeto da Educação Aprovado - Na sessão de ontem (21), a Câmara de Vereadores aprovou o Projeto de Lei 010/2018 de autoria do Poder Executivo que cria um programa de reforço escolar na rede municipal de ensino. Os alunos que apresentarem deficiência de aprendizado terão oportunidade de ter aulas de reforço, serão pagas bolsas no valor de R$ 300,00 (trezentos reais) para os professores envolvidos no projeto, um coordenador de projeto também receberá bolsa no valor de R$ 500,00 (Quinhentos reais), todas as contratações ficarão a critério da Secretaria de Educação.




0 comentários:

Recent Comments