Coluna O Linguarudo traz os bastidores das eleições (09/10/2018)

09 outubro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Militantes fazem protesto em frente ao comitê de Armando em Afogados da Ingazeira - Os militantes cobravam pelo serviço realizado durante a campanha,  segundo o vereador Wellington JK coordenador de equipe, havia um lista de 60 pessoas que estavam ameaçadas de não receber, segundo ele, o seu colega vereador Zé Negão teria afirmado que não pagaria, por alegar que a equipe coordenada pelo vereador JK teria trabalhado para o candidato Waldemar Borges, por essa razão gerou toda essa confusão. Wellington JK alegou ter liberado militantes para o candidato Waldemar Borges, ficando apenas 60 pessoas, segundo JK esse dinheiro não será pago, palavras ditas a ele por Zé Negão, disse que tinha gravação da negativa, por outro lado Kátia Galvão defendeu a integridade de Zé Negão dando garantia de que isso não iria ocorrer, pois o vereador tinha o nome a zelar e por essa razão honraria seus compromissos. Houve um princípio de confusão, onde imediatamente foi contigo, procuramos um responsável pelo comitê no local, mas, ninguém se pronunciou. (O Secretario do Povo)

Enfraquecido - Totonho Valadares e seu grupo foram os grandes derrotados das eleições em Afogados da Ingazeira. Com um time forte e com grandes apoios seu estadual Waldemar Borges obteve apenas 1.034 votos (6,26%) ficando atrás de Aline Mariano 5.957 votos (36,06%), João Paulo Costa 2.241 votos (13,57%) e Mário Martins 1.448 votos (8,77%).

Uma boa estratégia vale mais que dinheiro! - O candidato Mário Martins montou uma ótima estratégia para sua campanha neste ano. Percorreu os bairros da cidade e fez uso das redes sociais com um vídeo contando sua história de vida e não deu outra as pessoas votaram na sua história de luta.

Para história - Carlos Veras foi umas das grandes surpresas da Eleição 2018. O tabirense obteve 72.005 votos, sendo majoritário em sua terra natal, Tabira, com 3.966 votos (30,17%). Carlos Veras entra para história como o primeiro deputado federal de Tabira, antes dele o afogadense Arruda Câmara, o egipciense Josias Leite e os serra-talhadenses Agamenon Magalhães, Inocêncio Oliveira e Sebastião Oliveira.

FHC descarta apoio a Bolsonaro. Haddad, ”vou esperar” - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não admite em nenhuma hipótese apoiar o candidato Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno da eleição presidencial. FH ainda não decidiu se vai ficar neutro ou declarar apoio a Fernando Haddad. “O PT levou o Brasil ao buraco econômico. O Haddad começou a campanha vestindo a máscara do Lula”, criticou. “Quem ganhou a eleição tem que dizer o que vai fazer com o país. Por que eu vou sair correndo para apoiá-lo? Vou esperar”, disse.

PSL deve reivindicar presidência da Câmara em eventual gestão Bolsonaro, diz Luciano Bivar - O presidente licenciado do PSL e deputado federal eleito por Pernambuco, Luciano Bivar, afirmou nesta segunda-feira que o partido deverá se tornar a maior bancada da Câmara dos Deputados no próximo ano com a migração de parlamentares e, nessa condição, deve reivindicar a presidência da Casa, no início do que ele acredita que será o governo do correligionário Jair Bolsonaro.

0 comentários:

Recent Comments