Cid Gomes cobra desculpas do PT, bate boca com militantes e é vaiado

16 outubro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


O senador eleito pelo Ceará Cid Gomes (PDT) afirmou, nesta segunda-feira (15), que, se Fernando Haddad (PT) perder a eleição presidencial para Jair Bolsonaro (PSL), será "bem-feito" porque o partido não fez um "mea-culpa" e não admitiu seus próprios erros do passado (assista no vídeo abaixo).

— Tem que fazer um mea-culpa, tem que pedir desculpas, tem que ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira. [...] Não admitir o mea-culpa, não admitir os erros que cometerem, isso é para perder a eleição e isso é bem-feito. 

A declaração foi feita em ato de apoio ao candidato ao Planalto pelo PT, Fernando Haddad, organizado pelo governador reeleito do Ceará, Camilo Santana (PT), em Fortaleza (CE).

Em seguida, Cid Gomes, que é irmão de Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na corrida ao Palácio do Planalto, mirou militantes do PT que faziam gestos com as mãos e começou a discutir.

— O teu tipo, que acha que fez tudo certo... Quem, como ele, acha que fez tudo certo? Muito bem! Eles [o PT] vão, vão, vão e vão... vão perder feio, porque fizeram muitas besteiras, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram donos de um país e o Brasil não aceita ter dono. O Brasil é um país democrático. Quem criou o Bolsonaro foram essas figuras, que acham que são donos da verdade, que acham que podem fazer tudo, que o fim justifica os meios.

Assista ao vídeo com as declarações de Cid Gomes:

0 comentários:

Recent Comments