Oposição encabeçada por Armando realiza convenção

04 agosto Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Militantes de todas as regiões do Estado participam, neste sábado (4), da convenção do grupo de oposição “Pernambuco Vai Mudar”, encabeçado pelo senador Armando Monteiro Neto (PTB), pré-candidato ao governo do Estado. O evento é realizado no Classic Hall, em Olinda. 

O vereador Fred Ferreira (PSC) irá concorrer ao cargo de vice-governador. Na chapa majoritária, também serão oficializadas as candidaturas de Bruno Araújo e Mendonça Filho ao Senado. 

Os prefeitos de Gravatá, Joaquim Neto (PSDB), de Ipojuca, Célia Sales (PTB), e de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), estão entre os representantes do interior que vieram trazer sua militância. O grupo dos Ferreiras, que foi anunciado na última sexta-feira (3), trouxe um número expressivo de militantes e seus candidatos ao Legislativo têm feito um discurso voltado ao segmento evangélico. 

O deputado federal Marinaldo Rosendo, do PP, está presente. Havia uma determinação do PP de todos os integrantes do partido votarem no mesmo candidato a governador. Entretanto, Marinaldo, que já apoiava Armando, insistiu no apoio e vai numa direção diferente da legenda, que deve apoiar Paulo Câmara.

“A partir de hoje vamos para as ruas percorrer todas as cidades levando a mensagem de fé e crença em Pernambuco”, convocou o presidente estadual do PTB, deputado estadual José Humberto Cavalcanti. O parlamentar está na convenção da frente “Pernambuco Vai Mudar”, que ocorre neste momento no Classic Hall, em Olinda. José Humberto ressaltou que o Estado “quer e vai mudar em outubro, com Armando, Fred, Mendonça, Bruno e todos os partidos que integram esse grupo”.

O pré-candidato a deputado estadual Antônio Campos (Podemos), irmão do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, afirmou que irá lutar “24 horas por dia para fazer Armando governador, Fred vice e Mendonça e Bruno senadores”. “Aqui é madeira que cupim não rói, é Arraes, e não nos curvamos à truculência dos poderosos que tiraram a candidatura de Marília Arraes (PT). Foram as mesmas forças que me combateram em Olinda. Essas forças serão varridas pelas urnas. Pernambuco perdeu o rumo com um governador sem liderança, mas vai mudar em outubro”, afirmou Antônio Campos.


0 comentários:

Recent Comments