Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (16/08/2018)

16 agosto Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Vereador votar pra deputado por amor? Nem pensar – Candidato a deputado que estiver atrás de votos dos vereadores da região confiando no apoio na base do amor, pode tirar o cavalinho da chuva. Se não garantir alguma estrutura de campanha nem conte com o empenho deles. Estes dias em Tabira um vereador pediu tanto para apoiar a reeleição de um deputado que um colega de partido comentou: “As exigências são tantas que parece que o vereador é candidato a prefeito”. (Por Anchieta Santos)

Governador Paulo Câmara no Pajeú sábado - O Governador Paulo Câmara, que é candidato à reeleição, estará de volta ao Sertão do Pajeú neste sábado, dia 18. Na agenda, o governador estará pela manhã em Triunfo e Carnaíba, cidades geridas por prefeitos aliados, João Batista (PR) e Anchieta Patriota (PSB). No início da tarde, o município visitado será Iguaracy, gerida pelo socialista Zeinha Torres. Podem acontecer algumas alterações, incluindo algum município. A princípio, a agenda é institucional, com o “Paulo Governador”. (Rádio Vivo)

Após afastamento do titular, vice assume em Patos - Após afastamento do ex-prefeito da cidade de Patos, Dinaldo Medeiros Wanderley Filho, pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) na terça-feira (14), o atual vice-prefeito Bonifácio Rocha (PPS) assumiu o cargo de gestor do município no Sertão da Paraíba. A cerimônia de posse aconteceu às 8h desta quarta-feira (15), na Câmara Municipal. A cerimônia para a nova gestão foi realizada após vereadores receberem, ainda na tarde da terça, um ofício determinando a “posse imediata” do novo prefeito.

Rands migraria para o palanque de Paulo Câmara e Lossio para o de Armando Monteiro - A primeira rodada de pesquisas produzida pelo Ipespe para este Jornal aponta uma eleição em dois turnos na disputa pelo governo estadual. Os números indicam empate técnico entre Paulo Câmara e Armando Monteiro, dado que a margem de erro da pesquisa é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos. Como o governador tem, neste primeiro levantamento, 30% de intenções de voto, significa que pode estar, numa curva ascendente, com 33,5% ou, numa curva descendente, com 26,5%. A mesma conta vale para o senador. Ele tanto pode estar com 27,5%, como com 21,5%. É prenúncio de uma eleição muito acirrada, aonde vão se confrontar as propostas da continuidade com o discurso da mudança. Somando-se os percentuais de Maurício Rands, Júlio Lossio, Daniele Portela e Simone Fontana, o cenário, hoje, seria de segundo turno. Rands tenderia a se abraçar com Paulo Câmara devido às suas históricas ligações com o PSB, ao passo que Lossio migraria para o palanque de Armando, pois já teve oportunidade de dizer que não quer negócio com a Frente Popular. Hoje, o maior desafio do governador é reduzir sua taxa de rejeição, que é a maior dentre todos os candidatos (47% dos eleitores dizem que não pretendem votar nele de jeito nenhum) e elevar a taxa de aprovação ao seu governo, que soma apenas 3% de bom e ótimo, ante 40% de ruim e péssimo. (Inaldo Sampaio)

Charge do Dia:

0 comentários:

Recent Comments