Coluna O Linguarudo - Não Vou Mentir Para Agradar (01/08/2018)

01 agosto Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Além do normal – A pressão do PSB pernambucano para a retirada de Marília Arraes (PT) da disputa pelo governo estadual já passou do limite do razoável. O partido está dando a impressão de que está, de fato, com muito medo da candidatura da neta de Miguel Arraes. (Inaldo Sampaio)

Livro de cabeceira – No “Roda Viva” de anteontem (TV Cultura), Bolsonaro (PSL) confessou que seu livro de cabeceira é “A verdade sufocada – história que a esquerda não quer que o Brasil conheça” de autoria do general Carlos Alberto Brilhante Ustra.

Prefeitos de quatro cidades cobram a Secretário recuperação da PE 275 - Os prefeitos de Iguaracy, Zeinha Torres, de Solidão, Djalma Alves, de Brejinho, Tânia Maria e de Ingazeira, Lino Morais, cobraram em audiência com o Secretário de Transportes, Antonio Júnior, melhorias na PE 275, que liga o Sertão do Pajeú ao Moxotó e à dívisa com a Paraíba. O Secretário prometeu atenção à solicitação. O governador Paulo Câmara já havia dito que a recuperação da rodovia era uma prioridade, mas não houve ainda sinal de início dos trabalhos, gerando pressão sobre prefeitos aliados e críticas da oposição. As condições da estrada são tidas como péssimas e continuam causando danos em veículos. O MP já havia solicitado à Secretaria de Transportes do Estado melhorias na PE 275. (Por Anchieta Santos)

Em nome da arte, não se pode agredir o povo cristão - Fez muito bem o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, ao exigir do Governo do Estado que excluísse da programação do Festival de Inverno uma peça de teatro em que Jesus Cristo é apresentado como travesti. O gesto do prefeito foi inicialmente reprovado pela cantora baiana Daniela Mercury, para quem teatro é arte e, como tal. não comporta nenhum tipo de censura, por estar inserido no contexto da “liberdade de expressão” garantida pela Constituição Federal. Essa liberdade, como se sabe, é relativa, pois se a cantora baiana chamasse um preto de “negro safado” seria processada por racismo. Em seguida foi a vez de um cantor de quinta categoria, Jhonny Hooker, que usa pseudônimo estrangeirizado porque deve ter vergonha do nome de batismo, aproveitar o encerramento do Festival para fazer coro com a baiana dizendo que Jesus Cristo era “transexual”, “bicha” e “travesti”.Foi alvo de protestos, com merecidas vaias, pois ninguém lhe deu o direito de subir num palco em praça pública, pago com dinheiro público, para “cantar” para milhares de pessoas de diferentes religiões, dirigindo ofensas gratuitas a um dos símbolos do Cristianismo, certamente para tentar virar “notícia nacional”. Será que faria isto no mundo árabe em relação ao profeta Maomé? Com toda certeza, não. Pois sairia de lá debaixo de pau.

Vice – Um nome muito palatável para o cargo de vice-governador na Frente Popular é o ex-prefeito de Caruaru José Queiroz, que governou a capital do agreste por quatro ocasiões e deixou a prefeitura pela porta da frente e de cabeça erguida. Se optar por Queiroz, Paulo Câmara estará respeitando o peso de Caruaru na equação eleitoral e ainda reeditará a dobradinha PSB/PDT que levou Eduardo Campos ao Palácio do Campo das Princesas em 2006.

0 comentários:

Recent Comments