Sem salários vigilantes das Geres de Afogados da Ingazeira, Serra Talhada e Arcoverde entram em greve

05 julho Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Vigilantes que prestam serviço às gerencias regionais de Saúde (Geres) de Afogados da Ingazeira, Serra Talhada e Arcoverde que são contratados da empresa Mandacaru Vigilância, reclamam que estão entrando para três meses de salários atrasados e seis sem receber o ticket alimentação e entraram em estado de greve por tempo indeterminado. De acordo com relatos de vigilantes, a empresa contratada pela Secretaria de Saúde de Pernambuco pagou 1 mês e 1 ticket alimentação, no entanto não dá nenhum prazo para que sejam quitados os salários e os restantes dos tickets que estão em atraso. O problema também estaria ocorrendo nas outras Geres do Estado, além dos vigilantes da saúde, também estariam com salários atrasados merendeiras e porteiros contratados para prestarem serviços às gerências regionais de Educação (GRE’s). O Ministério do Trabalho disse que já tem conhecimento do caso, e reconheceu o atraso dos pagamentos e que a empresa foi autuada, e a partir daí serão aplicadas as multas. Além disso, um relatório foi enviado ao Ministério Público, que está preparando uma ação judicial nesse sentido. A Secretaria Estadual de Saúde informou que está impedida “legalmente”, de fazer, repasses para a empresa Mandacaru Vigilância, por determinação da justiça do trabalho.

(*) Por Anchieta Santos

0 comentários:

Recent Comments