Dois casos de acusação de estupro de vulnerável em Santa Terezinha

06 abril Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


A GT local foi solicitada pelo Conselho Tutelar, informando a que é mãe de uma criança de 11 anos e ex esposa do imputado J. A., 57 anos, estaria acusando os dois de terem um caso amoroso. A vitima acompanhada de uma psicóloga e do Conselho Tutelar, foram até a Delegacia de Polícia local, onde a psicóloga conversou com a vitima e a mesma relatou que o imputado teria lhe apalpado e lhe dado dinheiro e logo após teria tido relação sexuais. Diante do ocorrido à ocorrência foi repassada para a DP local onde foram tomadas as medidas cabíveis.

Em outra ocorrência, durante rondas com abordagens a GT foi solicitada pela mãe de um adolescente de 16 anos informando que teria recebido uma ligação, onde informava que seu filho estaria na casa do imputado. Chegando ao local, a mãe do menino viu que seu filho estava dentro da residência e que o mesmo estava com seu órgão genital ereto. O policiamento foi até a residência do imputado onde o mesmo foi localizado e o Conselho Tutelar e uma psicóloga foram acionados. A psicóloga informou que o adolescente contou como se deu a relação sexual entre os dois. A psicóloga relatou que o adolescente tem problemas psicológicos e que ela, já faz o acompanhamento da vítima. A ocorrência foi repassada para a DP de Afogados da Ingazeira, onde o imputado I. S., 35 anos, foi autuado em flagrante delito.