Documento oficial será feito para que o Estado reveja sua decisão de não pagar o Garantia Safra aos agricultores de Tabira

27 março Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Preocupado com a decisão do Estado de não contemplar os agricultores tabirenses com os recursos do Garantia Safra, alegando que houve chuva em abundância e lucro na região em 2017, o Prefeito Sebastião Dias esteve reunido na manhã dessa terça-feira (27), em seu gabinete, com Joel Mariano, presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural, Beto Santos, secretário de Agricultura, Dedé Rodrigues, secretário de Juventude e Meio Ambiente, Maurício, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Djalma, tesoureiro do Sindicato.

As partes têm o mesmo discurso quando dizem que o município fez sua parte e não tem responsabilidade nenhuma na decisão tomada pelo Estado. Ficou decidido que um documento será preparado pelo jurídico do município e assinado pelos presentes na reunião e enviado à coordenação do Garantia Safra com todas as provas necessárias que o agricultor tabirense não lucrou e, portanto, merece receber o benefício.

O objetivo é requerer da decisão tomada apresentando fortes argumentos. Na opinião do Prefeito Sebastião Dias, um dos fatores que vai pesar no requerimento é mostrar que há municípios onde houve maior precipitação pluviométrica que Tabira e esses estão recebendo.

“O documento será feito o mais breve possível pelo Dr. Klênio, assinaremos e enviaremos para o setor responsável. Depois disso feito é torcer para que a gente, com essa iniciativa, consiga sensibilizar o Estado e que voltem atrás em sua decisão de não contemplar os nossos agricultores com o pagamento do Garantia Safra”, disse Sebastião Dias. (ASCOM)