Detento causa vandalismo na cadeia de Tuparetama

23 março Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


A Equipe do GATI foi solicitada pela guarda da Cadeia Pública local em razão de o detento E. S. P., 22 anos, estar batendo nas grades da cela, causando desordem e perturbando o sossego do estabelecimento prisional, bem como desobedecendo a ordem policial da guarda da cadeia. O detendo também estava proferindo palavras de calão contra o referido policial (guarda da cadeia). Com a chegada da Equipe do GATI o referido detento ateou fogo em plásticos defronte à cela como também colocou pedaços de madeira no cadeado da grade, com o intuito de dificultar o acesso dos policiais militares. Diante do exposto, o detento foi conduzido para Delegacia de Polícia local para adoção das medidas cabíveis.

A Equipe do GATI foi solicitada mais uma vez pela guarda da cadeia pública, onde foi informado que o detento após retornar da delegacia onde teria sido levado por perturbar o sossego e por desordem (BO n° 734) foi mantido em isolamento em virtude do seu comportamento. Diante disso, o citado preso passou a quebrar as camas da cela e por serem feitas de concreto e ferro o detento utilizou os pedaços para arremessar nas lâmpadas e nas grades da cela. Quando o policiamento tentou se aproximar da cela o preso arremessou pedras no intuito de atingir o policiamento e diante do estado alterado do detento a equipe do GATI fez uso de gás lacrimogênio. Por fim o policiamento conseguiu ter acesso à cela e conter o referido preso. O imputado foi conduzido para o hospital onde após ser medicado foi conduzido para Delegacia de Afogados. Durante o trajeto o mesmo, ainda alterado dentro da viatura, tentava se auto lesionar batendo a cabeça. 

A ocorrência foi registrada na delegacia de plantão em Afogados da Ingazeira onde o imputado foi autuado em flagrante por causar dano ao patrimônio público.

Recent Comments