Coluna O Linguarudo - Não vou mentir para agradar (30/01/2018)

30 janeiro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Crescimento – É voz corrente dentro e fora do PT que Marília Arraes saiu maior, politicamente falando, do encontro político de Serra Talhada, onde teve a candidatura lançada à sucessão de Paulo Câmara. Agora, para barrar a candidatura dela, o PT terá que dar muitas explicações. (Inaldo Sampaio)

Desafio – O senador Armando Monteiro (PTB) reconhece que o maior “desafio” das oposições, depois do grande ato de Petrolina, sábado passado, é definir a estratégia política para enfrentar Paulo Câmara: vai com um ou dois candidatos? Se houver apenas um, garante, será ele.

Não tem lei - Completou cinco anos, em 27/1, o incêndio da Boate Kiss, tragédia que matou 242 jovens e deixou 636 feridos. Apesar da repercussão do caso, até agora ninguém foi punido.

Em busca de popularidade - O governo tem, hoje, 364 obras prontas e ainda não inauguradas para tentar melhorar a popularidade de Michel Temer. São 196 unidades básicas de saúde e 103 conjuntos habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

Terraplanagem do Hospital Geral do Sertão anda a passos lentos em Serra Talhada - Na primeira semana de janeiro deste ano, o deputado licenciado e secretário de transportes, Sebastião Oliveira (PR), subiu no palanque junto com o governador Paulo Câmara (PSB), em Serra Talhada, declarando que as obras do Hospital Geral do Sertão andariam de “vento em popa”, entretanto, apenas uma máquina está trabalhando no canteiro, situado às margens da BR-232. O republicano, ainda, afirmou que pretende entregar o serviço de terraplanagem no mês de março e a edificação até dezembro deste ano. No entanto, com o quantitativo de máquinas operando no local da obra, e segundo o Blog de Robério Sá, é quase impossível. A preocupação do cidadão serra-talhadense é que a ação ocorrida neste mês de janeiro não se torne um ato político, e que passado o período eleitoral, a obra fique “engatinhando” igualmente como a Universidade de Pernambuco (UPE), que se encontra com atraso de dois anos na sua entrega – o projeto inicial era que o prédio estaria pronto em 2016 e até hoje os estudantes do curso de medicina aguardam. (Por Anchieta Santos)

Frase da Semana – “Não posso ser rotulado como pula pula. Eu sou independente.” (Presidente da Câmara de Vereadores de São José do Egito, Antônio Andrade, ontem em entrevista ao radialista Anchieta Santos)

Perguntar não ofende - Quando os vereadores de São José do Egito e Tuparetama irão desarmar os palanques?

Charge do Dia:

Recent Comments