Advogado toca fogo nos seus livros de Direito revoltado com a condenação de Lula

25 janeiro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


“Resolvi protestar, queimando todo meu acervo como forma de demonstrar que eu não preciso ler livro de direito no Brasil, quando se tem um Supremo Tribunal Federal acovardado, quando se tem um poder judiciário perseguidor. Eu sonhava com um judiciário com credibilidade, mas o que se formou foi um judiciário medíocre”, pontuou o advogado.

Para o advogado, o país precisa passar por uma transformação polícia, para retomar o crescimento. (Vale do Piancó Notícias)